Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Ministério Público Federal (MPF) (Foto: Reprodução)
Ministério Público Federal (MPF) (Foto: Reprodução)

Acusados de integrar uma organização criminosa transnacional com tentáculos no estado, os dinamarqueses Per Ehlert Knudsen e Lars Jensene e o holandês Paullus Gerardus Van Dun tentam trancar no Supremo a ação penal movida contra eles pelo Ministério Público Federal (MPF) da Bahia por crime de lavagem de dinheiro. Os três foram denunciados em 2015 pelo MPF, por suspeita de operar um dos braços financeiros da Teacher Group, mais conhecida como TVIND, organização criminosa sediada na Dinamarca e denunciada por enviar ilegalmente cerca de R$ 110 milhões para 55 nações, entre as quais o Brasil. Todo o dinheiro era desviado da Fundação para o Suporte de Propostas Humanitárias, Promoção da Pesquisa e Proteção do Meio Ambiente, ONG europeia que atua em países subdesenvolvidos. De acordo com a denúncia do MPF, a TVIND fez repasses ilícitos para empresas controladas direta ou indiretamente por Knudsen, grande parte delas situada no interior da Bahia.

Braço no Oeste

Na lista de empreendimentos adquiridos no estado com recursos do esquema de fraude, lavagem e evasão de divisas montado pela TVIND, estão a Fazenda Jatobá, comprada por US$ 25 milhões, Big River Melons, Floryl Florestadora Ype e Floresta Rio Veredão, todas ligadas ao agronegócio e localizadas em Jaborandi, no Oeste baiano. De acordo com o MPF, as verbas doadas por empresas e cidadãos europeus foram desviadas para investimentos pessoais de líderes da organização, quando deveriam financiar projetos humanitários e ambientais.  Desde 2015, o trio de estrangeiros tenta suspender o processo por meio de habeas corpus, já negado pela Justiça Federal de segunda instância e pelo Superior Tribunal de Justiça.

Costura de laços

O deputado federal Jorge Solla (PT) iniciou uma tentativa de reaproximação com o também petista Zé Neto, de quem é colega de bancada no Congresso. Ano passado, ambos romperam após Zé Neto, então líder do governo na Assembleia Legislativa, decidir disputar vaga na Câmara, concorrendo diretamente com Solla em redutos onde fizeram dobradinha - um como candidato a federal; o outro, a estadual. Nos últimos dias, porém, Solla sinalizou desejo de reatar com o antigo parceiro.

Sinal verde

O Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) da Presidência da República publicou ontem parecer favorável à transferência do Terminal de Granéis Sólidos do Porto de Aratu para a iniciativa privada, por meio de arrendamento. O ato abre espaço para que o governo federal autorize a cessão de parte do equipamento a empresas interessadas em investir no negócio. Agora, caberá ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) avalizar a decisão.

Lero-lero

Pré-candidato a prefeito de Valença em busca de um partido e autoproclamado “antropólogo sem carteira”, Divino da Terra vem ganhando fama nas redes sociais  pelos vídeos em que aparece usando termos desconexos ou inexistentes, além do visual pra lá de exótico com que aparece nas postagens.

Nós vamos apoiar o melhor candidato em 2020. Se na base não tiver alguém com condições de gerir a cidade, eu não vou apoiar. Nós queremos o melhor para Salvador Félix Mendonça Júnior, deputado federal e presidente do PDT baiano, ao comentar na imprensa a possibilidade de aderir a um nome fora do arco governista

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br