Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Andrea, os quatro filhos e o marido moram em uma casa humilde de Feira de Santana (Foto: Reprodução | TV Bahia)
Andrea, os quatro filhos e o marido moram em uma casa humilde de Feira de Santana (Foto: Reprodução | TV Bahia)

Caso ocorreu em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. Andréa Santos, 28 anos, está grávida de três meses.

A lavradora que mora no distrito de Maria Quitéria, em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, e engravidou depois de ter feito a laqueadura das trompas para evitar uma nova gestação, vai ter gêmeos.

Andréa Barbosa dos Santos tem 28 anos e já é mãe de quatro meninos: Eduardo, 13 anos; Maicon, 9; Micael, 4; e o caçula Michel, de apenas 10 meses. Ela chegou a ter uma menina, que nasceu prematura e acabou morrendo. Ela lembra sobre o momento em que recebeu a notícia da nova gravidez.

"Foi difícil, difícil mesmo. Eu tomei um susto danado. Porque, depois de uma laqueadura, eu aparecer grávida e ainda ser dois, foi mais difícil ainda", disse.

Andréa resolveu fazer a laqueadura depois da última gravidez. No mês passado, ela teve um mal-estar e descobriu que está grávida novamente. Agora, a família está apreensiva, porque a última gestação de Andréa foi de risco.

"A minha gravidez é de risco e a última, que eu fiz a laqueadura, foi mais ainda. E agora, depois que eu descobri que é de gêmeos, mais um risco ainda. E eu fiquei mais alegre porque tem tudo para ser duas meninas, porque eu não tenho nenhuma. Fiquei mais alegre e vou entregar tudo na mão de Deus", contou Andréa.

A previsão é de que os bebês nasçam daqui a seis meses. Até agora, a família ainda não tem o enxoval das meninas. O marido de Andréa, Marcelo da Paixão Ramos, que também lavrador, falou sobre as dificuldades que a mulher enfrenta.

"Minha esposa sempre queria ter uma menina. Quando ela teve a menina, veio a falecer. E Deus deu mais duas, mas só que o problema todo é que a vida dela tá correndo risco, tanto a dela como a da criança também, aí é meio complicado, meio difícil. Mas a gente vai superar essa batalha, em nome de Jesus", ponderou.

Outra preocupação da família é como manter mais duas crianças. A casa da família fica na zona rural e é bem simples. A geladeira está quase sempre no limite, e o tempo de Andréa tem sido praticamente exclusivo para cuidar das crianças.

"Tem horas assim que eu fico até sem palavras, porque a situação é difícil. Estou sem transporte para trabalhar, tenho que pegar o ônibus da zona rural para correr atrás do trabalho, fazer um bico hoje e amanhã, e assim nós vamos vivendo. E aí chega em casa cansado, no outro dia tem que trabalhar de novo e é o jeito. Fazer o que, se aconteceu?", questionou Marcelo.

Laqueadura

Andréa passou pelo procedimento de laqueadura há menos de um ano, no Hospital da Mulher, em Feira de Santana. Ela descobriu a gestação, em julho, após sentir dores e procurar por um médico.

Na época, a lavradora contou que a médica que fez a laqueadura de trompas garantiu que ela não teria mais filhos.

"Ela [médica] falou assim: é, mãe, você não vai parir mais nunca. Ela me deu a certeza que eu estava 'ligada' e não ia parir mais. Como é que eu ia me prevenir, tomar remédio? Não podia, se ela me deu a certeza [de que ela não podia mais engravidar]".

(Foto: Reprodução | TV Bahia)
(Foto: Reprodução | TV Bahia)

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br