Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Instituição disse que o caso será apurado (Foto: Reprodução)
Instituição disse que o caso será apurado (Foto: Reprodução)

Calouros do curso de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) (a 109 km de Salvador) denunciaram à ouvidoria da instituição as humilhações em trote no mês passado, início do semestre letivo.

De acordo com as denúncias, eles eram obrigados a trocar suas imagens de capa da rede social Facebook por foto com a frase: "Sou calouro burro de Civil e devo submissão total aos meus veteranos", e a colocar no perfil o nome verdadeiro seguido da palavra "bixete", entre outras humilhações.

Os homens tiveram os cabelos raspados e foram pintados de roxo. Os novatos foram obrigados a pagar R$ 50 para participarem de uma festa. A denúncia apontou que foram enviados e-mails com o texto: "Calouro burro não reclama, obedece".

Os alunos que se opunham, sofriam ameaças por mensagens. "Pra quem tá criando legião de fãs aí pra não pagar o dinheiro, fica esperto, a gente se bate pela Uefs", diz o texto.

Através de nota, a universidade, informou que o trote é proibido e repudia ação que envolva ou incite agressões físicas, psicológicas ou morais. A instituição disse, ainda, que o caso será apurado. Os responsáveis podem ser advertidos verbalmente, serem suspensos ou desligados da unidade.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br