Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Polícia acompanhou desocupação, mas saída foi pacífica (Foto: Divulgação | Polícia Civil)
Polícia acompanhou desocupação, mas saída foi pacífica (Foto: Divulgação | Polícia Civil)

As fazendas da família do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), no interior da Bahia, foram desocupadas. Um dos imóveis chegou a ficar 13 dias ocupados por índios da tribo pataxó Hã Hã Hãe.

Este grupo deixou, na última sexta, 6, a fazenda Esmeralda, que fica na zona rural de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, após oficiais de Justiça apresentarem um mandado de reintegração de posse.

O advogado Franklin Ferraz, que representa a família Vieira Lima na ação, disse que os policiais militares acompanharam a ação, mas os índios saíram de forma pacífica do local. De acordo com ele, a Fazenda Tabajara, que fica na cidade de Potiraguá, no sul da Bahia, também já tinha sido desocupada.

"Na primeira vez que a polícia esteve na Tabajara, prendeu algumas pessoas por porte de arma ou porque elas tinham pendências na Justiça. Quando os policiais voltaram, descobriram que a área estava abandonada", explicou o advogado.

Segundo ele, os funcionários retornaram para a fazenda, mas ele ainda aguarda uma posição da Justiça para oficializar a reintegração de posse desse terreno.

Apesar das fazendas estarem desocupadas desde a última semana, é realizada uma vistoria nas propriedades para verificar se houve danos a estrutura ou a criação de gado.

"Está sendo feita a vistoria, mas estamos com a impressão de que está faltando alguns animais. Quando houve a ocupação da Tabajara, o gado foi transferido para a Esmeralda, que depois também foi ocupada. Então, alguns animais chegaram a ser retirados, mas outros ficaram e ainda estamos verificando se houve furto ou abate", explicou.

De acordo com ele, há informações de que essa situação ocorreu em outra fazenda da família Vieira Lima.

Geddel

As ocupações aconteceram após a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Ele foi detido no dia 8 de setembro após a Polícia Federal (PF) descobrir um "bunker" com R$ 51 milhões em espécie dentro de um apartamento supostamente ligado ao peemedebista.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br