Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

O corpo da adolescente Ana Vitória Sena de Oliveira, 15 anos, foi encontrado boiando em uma das margens do Rio São Francisco, na cidade de Petrolina (PE), na tarde desta quinta-feira (20). Ela morava no município de Juazeiro, no Vale do São Francisco na Bahia, e estava desaparecida desde a segunda-feira (17). A família da jovem suspeita que a morte tenha relação com um jogo conhecido como Baleia Azul em que o participante precisa tirar a própria vida, no final.

Segundo o delegado de Juazeiro, Flávio Martins, o corpo de Ana Vitória não apresentava sinais de violência aparente e a suspeita é de que a causa da morte seja por afogamento. Ela foi encontrada por pescadores da região.

"O corpo estava no rio, na margem de Petrolina, por isso a polícia de lá foi quem fez o resgate e está fazendo a necropsia. Ela estava com a carteira de identidade no bolso e não apresentava sinais de violência. O perito vai confirmar se a morte foi mesmo por afogamento. Estamos aguardando o laudo para avançar na investigação", afirmou.

Antes de desaparecer, Ana Vitória deixou um bilhete para os pais e o namorado em que pede desculpas e diz que "vai voltar para onde nunca deveria ter saído". A adolescente diz ainda que "neste momento estou pulando da ponte". Os familiares encontraram no celular dela o jogo que determina 50 passos para um suicídio.

A Polícia Federal informou que está investigando quem são os administradores do jogo. Os primeiros relatos sobre o Baleia Azul surgiu em 2015, na Rússia, e existe a suspeita de que ele tenha ramificações também nos Estados Unidos, onde curadores estariam administrando grupos fechados do jogo com a participação de brasileiros.

Família

O jogo é realizado através do Facebook. Nele, uma pessoa envia uma mensagem para o aparelho da vítima e propõe 50 desafios, entre eles, mutilações no próprio corpo. Segundo a irmã da adolescente, Maria Daniela, a jovem tentou se cortar com giletes no domingo - essa é uma das etapas do jogo. "Tinha mensagens de pessoas desconhecidas e, pela conversa, parecia que ela estava jogando Baleia Azul", afirmou ao CORREIO, na quarta-feira. 

Nesse mesmo dia, a coordenadora regional da Polícia Civil de Juazeiro, Ligia Nunes, comentou o caso. Ela disse que a família formalizou o desaparecimento na tarde de quarta, mas que ainda não há como vincular o caso ao jogo Baleia Azul.

"Os familiares desconfiam da possibilidade dela ter ingressado no jogo da Baleia Azul, mas nada está confirmado, nem mesmo o suicídio. Só poderemos ter certeza do que aconteceu, quando concluirmos as investigações, mas nenhuma hipótese está sendo descartada", afirmou a delegada, na época.

Palestra
Na próxima quarta-feira (26), a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) fará uma webpalestra sobre os “aspectos técnicos e éticos na abordagem do paciente em risco de suicídio” com a psicóloga do Núcleo de Estudo de Prevenção do Suicídio, Soraya Carvalho. A especialista vai desconstruir mitos e alertar para os sinais e sintomas da formação da ideia suicida. O evento acontecerá às 14h30 e os interessados podem assistir e interagir através do link www.telessaude.ba.gov.br/participe.

Segundo a Sesab, a taxa de suicídio entre os brasileiros de 15 a 29 anos cresceu mais de 40% nos últimos 10 anos. Na Bahia, dados preliminares apontam que entre 2010 e 2017 foram contabilizados 3.324 casos de suicídio, sendo que apenas neste ano são 114 registros. Ainda segundo o órgão, cerca das 40% pessoas que cometem suicídio buscam atendimento médico entre dois e sete dias antes e 50% tem história de tentativa anterior. O jogo Baleia Azul é uma das perocupações de pais e educadores.

Sentimento de culpa, incapacidade e rejeição podem ser alguns sinais de pensamento suicida. Outros sintomas são: tristeza profunda, frustração, irritabilidade, choro frequente, apatia, dificuldade de interação, isolamento social, baixa autoestima, insônia e comportamentos agressivos dirigidos para si ou para outros. O órgão informou também que 5 mil cartilhas sobre o tema serão distribuídas para orientar os profissionais de saúde da rede estadual.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br