Galeria de Fotos

Não perca!!

Antonio Franco Nogueira

'(...)Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte'. Romanos 8:2.
'(...)Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte'. Romanos 8:2.

(...)Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. Gênesis 3:14.

(...)Assim separareis os filhos de Israel das suas imundícias, para que não morram nas suas imundícias, contaminando o meu tabernáculo, que está no meio deles

Esta é a lei daquele que tem o fluxo, e daquele de quem sai o sêmen da cópula, e que fica por eles imundo; Levítico 15:31,32.

O que vai se seguir, que é incontestavelmente permeado pelas Escrituras - só nunca viu os preguiçosos bíblicos, e quem nunca quis enxergar mesmo, além dos “exegetas” que contestam isso misturando carne com espírito, como se fosse possível misturar/comparar Jesus com Satanás, quando tomam o se Alimentar (João 6; 57) da Árvore da Vida (Gênesis 3; 22) e misturam com o Comer (Provérbios 30;20) de Gênesis 3;3 – como quem não conhece a distância entre o da Carne e O do Espírito (Mateus 16;23/Romanos 8;1), e com isso promovem por tabela o desprezo ao que grita tantos textos santo, além do quão enigmático/metafórico o Criador é, o que nos obriga a buscar compreendê-Lo, e à quem O busca Ele se revela, conforme logo verá - apesar de que muito do mistério embutido no que envolve tais diferenças entre as duas Árvores ali citadas ainda nos é vedado - não é para te intrigar ou desconstruir por desconstruir qualquer “verdade” em que você acreditou a vida toda, sem propósito ou base mas para te esclarecer, te trazer à realidade envolvida no dito acontecimento, como disse, de acordo com tudo esparramado por toda a Bíblia, cabendo a você se livrar, se conseguir, e se te couber, do estreito que as Escrituras estão para te colocar texto adentro, e ainda visto as visitações sobrenaturais que tenho recebido do Espírito de Deus! E posso te assegurar que estou Autorizado pela Sala do Trono a te dizer o que será dito aqui! Sim, posso te assegurar disso!!!

Aliás, torcendo que você não expresse qualquer juízo de valor em contrário sem que antes se permita ser confrontado pelas Escrituras, para começar, sem precisar te dizer que a visão foi em resposta à oração sobre o que envolve esse justo texto, cuidado pra você não vir a ser o/a dono/a da Bíblia que Jesus me mostrou jogada, e toda molhada, como que tivesse passado pelas águas duma inundação, no piso do corredor duma “igreja”, entre os bancos do templo, com pessoas passando pra lá e pra cá sem apanhá-la do chão, onde eu, triste com a cena, a apanho e, procurando o/a dona/a, por entender que ainda dava para ser usada, à coloco em cima de um dos bancos na esperança de o/a dono/a aparecer.

Como? Não entendeu que o que Ele está dizendo com essa visitação é que tem gente (por isso eu procuro um/a dono/a em específico) tanto tratando como lixo (que é o natural que se faça quando um livro é embebido n’água dalguma inundação), quanto “passando por cima” da Sua Palavra - o que está representado nas pessoas saltando por cima do livro santo, na visão??? [Então entenda o 'jogar no lixo' com jogá-la no armário, e o "passar por cima" com pregar o que a Bíblia não diz]. Mas vem que ainda há muito PRA VOCÊ ENTENDER...  

(...)E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
João 8:32.

Eu não tinha ainda uma semana de convertido quando, meditando nas Escrituras – eu disse meditando, o que é bem diferente de apenas ler, ao deparar com o texto acima vi acender em mim uma luz de alerta. Chamei então minha cunhada, Janescléia Pereira, ou “irmã Cinha”, era abril de 2015, que se encontrava comigo na casa, e lhe expus o que estava me saltando aos olhos: ‘Peraê’: se uma cobra era a cobra que conhecemos hoje, por que então Deus a amaldiçoou por ter dado “a maçã” pra Eva comer, condenando-a, a partir dali, andar se arrastando e comendo pó? Perguntei a ela, que apesar de nova já era crente havia muito mais tempo que eu. Ao que ela, fazendo cara de paisagem, nada disse, e diante do que ainda discorri pelo que eu havia percebido do não pouco “mistério” embutido em tudo o mais que envolve aquela situação, soube que disse à minha esposa que eu “estava louco”. Reação natural, aliás (a razão do “natural” que digo você verá mais adiante) que, conforme a Bíblia, ‘as coisas de Deus parecem loucura ao que é natural’. E o que mais as “igrejas” tem feito é formar não pouco ‘crente natural’, conforme o próprio Jesus tem me mostrado.

Mas, torcendo que se trate o/a amigo/a duma pessoa inconformada com o mal explicado, seja você um “comedor” de Bíblia ou, e principalmente, se não é dos melhores leitores das Escrituras ainda mais, para que você não deixe de ler o texto com toda atenção que puder reunir, e te garantindo que o Diabo não dá sonhos a ninguém – que à parte dum sonho comum, que é produzido pelo nosso corpo, somente quem entra na nossa mente quando as vias por onde Satanás consegue entrar se estiverem abertas, como pelos olhos, pelos ouvidos, e pela boca, o que não acontece quando essas vias se encontram fechadas, que é justamente quando estamos dormindo, é somente Quem nos criou, sobre o tema que será abordado aqui, veja a seguir no texto bíblico imediatamente à baixo uma queixa do Espírito Santo sobre a desatenção à Ele por aqueles que desprezam os sonhos, à parte dos incontáveis textos bíblicos  que garantem as interpretações dos tais enigmas, veja as visitações que Ele me fez, me autorizando a mensagem que agora trago à você para abrir os teus olhos sobre o que de fato aconteceu no Éden:

(...)Antes Deus fala uma e duas vezes; porém ninguém atenta para isso.

Em sonho ou em visão noturna, quando cai sono profundo sobre os homens, e adormecem na cama.

Então o revela ao ouvido dos homens, e lhes sela a sua instrução,
Jó 33:14-16.

Contudo, depois de expostas todas as citações nas Escrituras que contestam o que talvez você tenha aprendido e reproduzido fielmente até agora acerca do tema, a conclusão final será sua. Não se esquecendo no entanto que se naquele Dia diante do Rei, tu chegar a Ele com certo pecado em você, e pecado de morte quem sabe, justo por não ter querido dar atenção ao assunto, o/a nobre não poderá se passar por inocente pois Jesus já te viu aqui. Guarde isso.

- “Senhor, tem misericórdia, me diz se teu servo deve escrever sobre o que Tu tem me mostrado sobre esse negócio, para que o povo ao qual eu tenho acesso com esses textos tenha aberto os olhos sobre a seriedade disso”, foi mais ou menos com essas palavras a oração que Lhe fiz.

Ele já havia vindo a mim, além de revelado o que estou para dividir com você dentro das Escrituras, em outras duas visitações, me respondendo a oração à esse justo respeito. Mas também sobre esse assunto é importante que você saiba o que Ele mostrou a uma irmã, Elisângela Lima da Silva Borges, 37 anos, moradora em Livramento de Nossa Senhora, interior da Bahia, depois da terceira oração que fiz por confirmação dado à seriedade do caso, o que me soou, pelo tanto que já havia recebido d’Ele e ainda vinha Lhe perguntado mais, como um safanão e ao mesmo tempo como a confirmação de que eu precisava para saber o efeito sobre algumas pessoas do que seria revelado ao povo. É que ao perguntar a essa irmã, que à sua medida também foi agraciada com o dom do discernimento dos sonhos, o que ela via nas duas visitações que Jesus havia me feito, que se referia à situação em questão, e com ela ao telefone, ao mandar que apanhasse a Bíblia e começar perguntando sobre a compreensão que ela tinha da “estória” da “Serpente, Eva e a maçã”, ela me interrompeu dizendo que antes também precisava me perguntar sobre o que eu achava duma visão que ela havia tido. E eis a visão:

- “Eu vi diante de mim uma mulher coçando os olhos, tentando se livrar dum cisco, que na visão eu sabia que era eu mesma. Os meus olhos pareciam sem a íris, estava somente o branco dos olhos. Eu até me perguntava, dentro da visão, se eu estaria possuída por algum espírito maligno. De repente vejo uma mão de homem colocando um colírio nos meus olhos, e então consegui enxergar direito”.

(...)Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Apocalipse 3:18.

Até ali ela, uma mulher comprometida com o Evangelho – o que me faz crer que foi a razão de Ele honrá-la e figurá-la como Sua Igreja nesse contexto, mas ainda carente de ser livre dalguma cegueira, não sabia do teor de toda a conversa que teríamos. Que se dava por telefone, como disse. Mas será que Jesus sabia que nós dois conversaríamos sobre esse tal assunto e que, tal e qual Ele fez com o apóstolo Pedro, em Atos 10, Ele preparou também a irmã lhe mostrando que não resistisse ao que seria abordado? – E antes de você se perguntar por que não com um homem a conversa sugiro que pergunte a Ele porque Ele deu a visão do colírio justamente a uma Mulher mas posso te facilitar a vida te dizendo que assim se deu, ao mesmo tempo que para que eu contasse com uma testemunha – ela que já me gravou um áudio dizendo que a revelação lhe soou como uma bomba mas que, já avisada naquela visão, realmente lhe abriu os olhos e esclareceu muita coisa à sua volta, também para dizer a mim, a ela e a você, que com a visão Ele estava mostrando o que deve acontecer com a Igreja, por isso uma mulher – Noiva – FOI ESCOLHIDA, que é que o povo d’Ele, digo o povo d’Ele e não o povo da Serpente, terá os olhos limpos do cisco e enxergará muito bem enfim. Por isso ela antes coçava e depois vê a mão dum homem lhe pondo o colírio nos olhos – considere a tal mão como a mão que escreve esse texto e a mensagem no texto como o Colírio que está sendo posto também nos seus olhos, que até aqui, como acontecia com essa irmã até ali, pode ser que estejam não com ciscos apenas mas cheios de “casca de maçã”, o que naturalmente não tem te permitido enxergar o que você precisa enxergar.

[Aliás, só pra saber com base em quando e em qual situação é que vale o “em espírito e em verdade” que Jesus fala em João 4, quando Ele se refere à mulher samaritana, ela uma figura da Igreja gentílica, que se prostituía com deuses pagãos e não com homens como se tem pregado, se pondo Ele como o marido traído já que Ele é o Esposo em quem ela ENFIM encontrou a Água que não encontrou nos seis “maridos”, pelos quais tinha passado, conforme o próprio Jesus Cristo disse à mim, além de não encontrarmos nas Escrituras o papel da carta de divórcio que Jeová deu à Igreja por causa da sua prostituição COM DEUSES PAGÃOS apesar de Ele ter dito que deu, como de fato deu, uma pergunta inquietante, é que esta à quem Jesus visitou com essa visão tremenda e à quem inclusive Ele tem revelado a situação espiritual do ministério em que ela congrega, conforme visões que ela tem recebido e me encaminhado, vive com um homem com quem tem um filho, não é casada no papel e veio dum casamento, institucionalmente constituído, e desfeito por adultério contra ela, mas que sem o tal papel da carta de divórcio em matéria, que tanto se tem cobrado para que o crente possa ser batizado, cear, e etecetera e tal? Quem souber responde]

Bem, ao ouvir a visão que ela tivera eu não tive dúvidas mesmo de que era Ele me dizendo tipo: “Está esperando o quê, que ainda não escreveu? Cuide que isso vai abrir os olhos do Meu povo”.

Então, saltando de alegria, aqui estou para, abrindo os teus olhos, te libertar da mentira. Mas antes de te mostrar como Jesus me visitou me autorizando a escrever sobre o que Ele já me revelava desde minha conversão à Ele há pouco mais de quatro anos, e são por essas passagens nas Escrituras, como já disse, que o cisco vai sair das tuas vistas, deixa eu te sugerir ir meditando numas determinadas escrituras – básicas, e a você cabe esmiuçar as demais depois:

(...)Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno? Mateus 23:33.

Só lembrando que a afirmação em Mateus 23 aí acima era O PRÓPRIO Jesus falando, e falando aos crentes da “alta corte”, tipo os chefões dos altares - se nos dias de hoje os chefões dos ministérios. Se ligue.

Mas vamos ao ponto.

- Senhor, me confirma se teu servo está mesmo autorizado a escrever e a inserir no livro que Tu me manda publicar, e o que mais eu devo fazer sobre esse negócio, amém! Essa foi a oração.

No sonho me vejo entre um monte de gente, eu com um martelo na mão e um homem empunhando uma picareta. De repente tudo começa a retroceder, tipo voltando no tempo, como um filme que está sendo rebobinado para recomeçar. E ao pararmos então percebo que o propósito daquele sujeito era me atingir com aquela picareta, hora em que sei que eu teria que combatê-lo com o martelo. E ponto.

Vá matutando aí o que Jesus estava me respondendo por meio desse enigma sobre a oração acima, depois então veja o que Ele quer nos dizer com a segunda visitação, diante da segunda oração que Lhe fiz dois dias depois ainda sobre o que envolve a Verdade tão na cara mas que o povo insiste em não enxergar. Mas não tire da mente que, além da sintonia, desde a visão da irmã Elisângela até essa aí à baixo, que os sonhos são dado por Ele para instruir o Seus servos que querem Lhe dar ouvidos, o que não fazem os que se aplicam em Jó 33; 14, 15.

No sonho, na sequência da visitação do Martelo contra a picareta, eis que Ele me traz outro seguinte cenário:

- Eu me vejo com uma espada e um papagaio com outra. Pareciam duas réguas: não tinham o apoio da mão. Nós lutávamos. O papagaio segurava a dele com o bico. Mas eu, um homem enorme – no sonho eu não estou na cadeira-de-rodas – logo vejo que o papagaio não teria chance. As espadas porém tinham o mesmo tamanho e eram proporcionais ao tamanho do papagaio. Neste momento, detentor de muito mais força, resolvo acabar a luta tirando dele a espada sem machucá-lo, a segurando pela ponta, mas o vejo deslizando o bico pela lâmina de sua espada, na direção de onde eu a segurava, com o propósito de beliscar minha mão. E ponto.

Na interpretação do primeiro sonho, tendo em mente o que trata e qual o propósito do texto que você está lendo, se responda qual dos adjetivos mais comum aplicamos a um indivíduo que se diz ser uma coisa quando na verdade ele é outra ou que nos vende 'gato por lebre', que não Picareta??? Agora se você for em Jeremias 23, verá o que significa o Martelo em minhas mãos. Pois lá esta escrito: (...Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o Senhor, e como um martelo que esmiúça a pedra? - Jeremias 23:29). Então já tendo entendido até aqui o que Jesus quis me dizer com tal visão, o que será que Ele pretendia com aquele 'rebobinamento do filme', ou do cenário, senão me levar ao começo da história, onde tudo teve início e que o combate ao que Ele chama de picaretismo deve se dar a partir de então, com o desmantelo da "estorinha" que inventaram, coisa típica dos picaretas, sob qual pretexto não se sabe mas que, não somente pela revelação das visitações que você está acompanhando mas principalmente pelo que você ainda verá nas Escrituras, notadamente o Criador não aprovou nem aprovaria jamais? E claro, será com ela, com as Escrituras, aliás, com o Martelo, que irei esmiuçar, ou esfarelar, o mais duro coração, ou a mais dura pedra em não poucos peito, pois a ordem com a revelação, que Ele tem dado a alguns outros mas que, talvez por medo de quem só pode matar o corpo mas nada pode fazer com a alma, tem se calado, ou se abordado sobre a matéria não tem tido o devido crédito, vem de Quem pode mandar e sabe que eu cumprirei, como estou cumprindo.

Contrariado/a? Não? Então, tendo em mente tudo o que já sabe e a passagem em Mateus 23 mais acima – e olhe que ainda não te contei o principal, anote mais essa passagem, que em seguida te direi sobre o que diz a revelação da luta com o papagaio:

(...)Mas chegai-vos aqui, vós os filhos da agoureira, descendência adulterina, e de prostituição.

De quem fazeis o vosso passatempo? Contra quem escancarais a boca, e deitais para fora a língua? Porventura não sois filhos da transgressão, descendência da falsidade
- Isaías 57:3,4.

“Senhor, me diz mais sobre esse negócio, o que devo fazer, o que será”... e Ele me deu o sonho da luta com o papagaio, para me dizer que acerca do que realmente aconteceu no Éden, o povo só tem reproduzido o que tem ouvido, por isso Ele usou um papagaio, e que eu encontrarei resistência, por isso o falador com a espada me enfrentando e usando como espada uma régua, instrumento que dá medidas, o que diz que quem me resistirá é por acreditar que a razão está com ele/a – e tenha em mente que o BICÃO dessa ave vai estar em muita gente, por isso o bicho desliza o bico pela lâmina da espada, indicando que não se afastarão fácil do erro que aprenderam – o problema é que na visão eu sou eu mesmo, um homem, e não um repetidor daquilo que ouve, apesar de que as espadas de mesmo tamanho indicar que eu não sou superior a ninguém. Ademais disso, diz o fato de o bicudo tentar me beliscar, ainda que eu tentasse terminar a disputa sem machucá-lo, quando vê que vai perder a espada, ou a régua, que haverá os que não só não se renderão fácil aos argumentos, mesmo com toda clareza que serão expostos, com as visões, e não somente dadas a mim, e principalmente com todo o mais dito pela boca das Escrituras, ainda tentarão me ofender, me agredir.

Eu não sei se você ainda tem fôlego, mas vou arriscar uma pergunta: à quem será que o profeta Isaías, aí acima, estava se referindo como à cobras – posto gente não falar botando a língua pra fora, os chamando de semente adulterina, e de filhos da transgressão, se fôssemos todos filhos de Deus, e se nada tivesse ocorrido de errado lá no começo à além duma maçã da qual não se devia comer? Mas não responda ainda, vamos adiante que o colírio está chegando.

(...)E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura? Mateus 3:7.

Agora foi João Batista que desmascarou os falsos crentes, mas, te lembrando que quando João usou o termo Raça ele estava se referindo à uma Linhagem de gente, eu estou usando a passagem de propósito para te sugerir não se fazer de papagaio pois que a ira futura virá sobre todos os que enganam e se permitem ser enganados. Que de Jesus, o ainda intercessor, o profeta fala que

(...)Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará. (Mateus 3:12).

Mas vamos à reflexão a que as Escrituras nos chamam. Assim, daqui em diante, seguro de que estou autorizado a usar o Martelo em minhas mãos para quebrar a pedra no coração dos picaretas/papagaios, desde aqui ainda mais, estarei usando as Escrituras, que não somente neste assunto – mas sobretudo neste assunto, nos traz muitas metáforas que você precisa buscar compreender, para te mostrar quanto engano foi incutido na tua alma desde há muito, porém em não poucos casos por sua própria conivência, que pode ser traduzido por comodismo ou preguiça. E, por favor, para seu próprio bem, se você quer ter mesmo desvendado esse mistério, não salte as passagens bíblicas, antes medite nelas e vá cruzando umas com as outras e prestando muita atenção nos comentários que esse pobre escriba faz sobre as tais passagens, que, como disse a irmã Elisângela – a quem Jesus não fez se vê com as bolas dos olhos toda branca e a justo dentro da visão se fazer a pergunta sobre se ela estaria ENDEMONIADA sem qualquer sentido mas querendo mostrar que quem está te TAPANDO OS OLHOS acerca do assunto não é nenhum santo, tudo te soará como ‘uma bomba’ mas que não se comportando ela como o repetidor apenas do que ouve ou seja, como o papagaio, que tentou me beliscar quando viu que perderia a disputa, como dito antes, tudo a fez entender, ou enxergar a situação agora sem qualquer cisco nos olhos.

(...)E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa.

E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam. Marcos 8:23,24.

(...)E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais. Gênesis 3:6,7.

Aliás, uma perguntinha sobre o viver, ou sobre a malandragem de vida para alguns: ocorre alguma diferença com uma pessoa sexualmente virgem depois que ela experimenta a relação sexual? Sabe não? Então deixa isso pra lá.

Agora MUITA atenção aqui, e vá vendo se alguns dos termos no trecho aspado a seguir te chamam atenção para algo espalhado pelas passagens bíblicas que estão te sendo dispostas nesta mensagem. Que, conforme a Ciência, o que te sugiro depois pesquisar à respeito desse outro “detalhe”, já que vamos falar da relação da Botânica com a criação humana/animal, e depois se responder qual o objetivo do Criador com isso, sobre imagens, assim como de corpos inteiros também de órgãos sexuais humanos retratados com perfeição nos tubérculos, frutas e legumes em plantação do mundo inteiro, o “Fruto é o termo botânico aplicado ao órgão que tem função de proteger e disseminar sementes. E ainda, o fruto é uma estrutura presente em todas as angiospermas onde as sementes são protegidas enquanto amadurecem. De forma prática, os frutos são quaisquer estruturas das angiospermas que contêm sementes. E AINDA “(...)Os frutos derivam do ovário das flores. Após a fecundação dos óvulos em seu interior, o ovário inicia um crescimento, acompanhado de uma modificação de seus tecidos provocada pela influência de hormônios vegetais, que interferem na estrutura, consistência, cores e sabores, dando origem ao fruto.

(...)Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente
. 1 Coríntios 2:14.

Bem, a princípio as perguntas à você serão algumas: Teria sido por acaso que a Bíblia registra Jesus curando um cego que ao enxergar compara os homens que vê com Árvores que andam? Teria sido sem qualquer propósito que o Criador fez registrar nas Escrituras que Eva se encantou justo com o fruto, e não fruta, duma Árvore – e ainda, a proibição ter sido para com o COMER dum certo fruto de determinada Árvore se Ele, conforme a ciência botânica usa os termos que usa para definir a questão: fruto, sêmen, ovário, óvulos e fecundação, como você acabou de ver, se isso não tivesse nos apontando a correlação com Sua criação humana? Aliás, com que um carpinteiro trabalha senão com madeira? E donde vem a madeira senão de árvores? Consegue se responder?! Inclusive, não deixe de ler o texto “Curioso, por que Carpinteiro?”!!!

Consegue responder ou ainda vai fugir da realidade que nos salta aos olhos, pra não dizer que nos bate na cara, conforme tudo que você ainda verá e que sempre esteve à nossa disposição mas que a famigerada preguiça em meditar ou dureza do coração, ou ainda a preferência pelas repetições do que se tem ouvido e tido como verdade absoluta, que não nos permitia perceber?

Tendo em mente as metáforas Escrituras à dentro que nos obriga a meditação para que as decifremos, se lembre que o seu compromisso é de lincar os textos bíblicos, somando umas passagens com as outras e observando determinadas palavras ou termos usados, para a bomba explodir enfim, ou melhor, para seu cérebro clarear seus olhos.

(...)Estas três coisas me maravilham; e quatro há que não conheço:

O caminho da águia no ar; o caminho da cobra na penha; o caminho do navio no meio do mar; e o caminho do homem com uma virgem.

O caminho da mulher adúltera é assim: ela come, depois limpa a sua boca e diz: Não fiz nada de mal!
Provérbios 30:18-20.

Agora, me aceitando como também um dos zelosos de vós com esse texto, salvando a devida proporção, refletindo no adjetivo dado à mulher aí acima, e que não há maçã alguma ligada ao comer em Gênesis 3 (veja se no campo do sexo esse termo, “come”, te lembra alguma coisa), e sim uma alusão à uma relação sexual proibida, numa traição à um homem se ela é chamada de adúltera, e que no mesmo contexto acima o escritor fala em Virgem - e o que ele quer dizer com  Maravilhá-lo é que ele acha “impossível de ver” tais coisas, estando seguro de que Eva, que na mesma conjuntura tanto o escritor de Provérbios quanto o apóstolo Paulo indicam que antes de ceder ao marido se entregou sexualmente à Serpente, representa a Igreja de Cristo desde a origem de tudo (lembra da fita rebobinada, do martelo e da picareta?), faz a soma dos textos de que combinamos, dá mesmo  uma avaliada no que o apóstolo Paulo quer dizer com as passagens “virgem” apartada da simplicidade, e sentidos corrompidos, aí abaixo, sem se esquecer que no referente à Igreja hoje a referência é à espiritualidade contaminada, e veja se ao menos o pavio da bomba começa a ser acesso:

(...)Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura à um marido, a saber, a Cristo.

Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.
2 Coríntios 11:2,3.

Fazendo o importante registro de que se uma mulher casada crente em Cristo adultera contra seu marido a transgressão terá se dando antes contra o Espírito Santo que está nela, uma vez que ela terá dado ouvidos, e DESEJADO, um sujeito que certamente está sendo usado pelo espírito maligno que se apossou dele para à afastar da Verdade, já que o pecado foi uma maçã as seguintes perguntas deveriam ser inevitáveis entre os cristãos, com base nas determinações de Deus à partir da Queda, conforme logo à baixo desse parágrafo: 01 – Se a desobediência foi comer uma maçã, um abacate ou um araçá, por que então O Senhor não determinou como castigo que eles comessem maçã ou a fruta que tenha sido, no café, na merenda, no almoço, no recreio, e no jantar, por toda a vida, ou passassem, já que foi com a boca que comeram, a usar algo tapando a boca ao invés do avental que mandou que usassem tapando as partes íntimas? 02 - Por que então O Senhor, como castigo à Eva determinou que o DESEJO da mulher a partir de então seria apenas para o marido, e que este à DOMINARIA (veja se essa “maldição” te lembra algo, trazendo para os nossos tempos)? 03 - Porque então, no mesmo contexto nas Escrituras, já que foi a boca de cima à pecar, O Senhor determinou que a partir dali a mulher daria a luz com dor, e aumentou ainda mais o incomodo dela na gravidez? 04 – Porque O Senhor, como já observado, se a serpente já fosse a serpente na forma que conhecemos, à condenou a andar se arrastando somente à partir daquele momento? 05 – Porque você acha que a cobra é o bicho mais temido e odiado sobretudo pela figura feminina, como sabemos?  E 06 – Já que se tratou duma mordida numa maçã, a que deve nos levar o fato de O Senhor ter dito que traria inimizade entre a semente da serpente e semente da mulher, se trouxermos à lembrança que logo adiante dali Caim mataria Abel? Caim, filho mais velho que, aliás, não consta na genealogia dos filhos de Adão (l Crônicas 1 e Lucas 3; 23 ª 38), só pra lembrar. Ou, sem se esquecer da maldição a todo primogênito que não fosse do povo de Deus no Egito, você acha que por toda Escritura os primogênitos não se sobrepujaram ao filho mais novo da família, como não Ismael à Isaque, nem Saul à Jacó, nem Eliabe à Davi, nem Adonias à Salomão, entre outros exemplos Escrituras a dentro, e que isso foi por qualquer acaso? Nunca se perguntou por que numa mesma família é raro não haver contendas entre irmãos? Na verdade muito mais entre os meio-irmãos - guarde sobre isso aí num cantinho. Ah, e sobre a palavra Semente trazer em si o termo Sêmen, já observou/questionou? Sobre que o termo sêmen - te espalhado pelas Escrituras se refere à Descendência eu não preciso te dizer, ou preciso?

(...)Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.

E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
Gênesis 3:14,15 (Isso à parte de que haveria inimizade entre os descendente da Serpente – os que O rejeitam, e o descendente da Mulher, Jesus. Além da inimizade entre Satanás e a Igreja: Mulher. Cabendo depois dar um pulinho em Apocalipse 12; 14).

(...)E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.
Gênesis 3:16.

Refletiu? E o pavio, já ascendeu? Agora, se questionando a razão por que, se o problema foi mesmo uma maçã ou seja lá que fruta seja, tente se responder também por que razão, além duma árvores para se referir à pessoas, não se cita fruta qualquer hora nenhuma para se referir à Igreja, tipo “comedora de maçã duma figa”, mas o termo adultério ou adúltera enche as Escrituras desde Gênesis à Apocalipse, e ainda, por que cargas d’água Jesus sempre usa o termo Adúltera, e o símbolo da prática sexual escancarada, como em Ezequiel 23, para se referir ao adultério espiritual do povo???!

(...)Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos. Ezequiel 23;20.

(...)Portanto, ó meretriz, ouve a palavra do Senhor
. Ezequiel 16:35. E não se engane que Ele esteja falando aí com a chamada “mulher de vida fácil” não, que a referência trata da Sua proporia Igreja, do Seu próprio povo. Aliás, falando em termos sexuais para se referir à transgressão da Igreja, como em Ezequiel 23;20 aí acima, Ele observa até a preferência da mulher por homens de falo, membro, de jumento e ejaculação de cavalo. Por que será, qual correlação de referências tão radicais assim com maçã ou com fruta qualquer para falar do pecado original? Nunca se perguntou mesmo por que razão o termo Desejável é usado no verso 6 e Desejo no verso 16, o primeiro termo para se referir à vontade que Eva sentiu ao avistar a “maçã” daquele sêr, e o segundo para determinar que a vontade sexual, ou o Desejo dela a partir dali seria somente para o seu marido? Isso se você não passou batido/a ao avistar as duas intrigantes palavras se correlacionando mais acima.

Aliás, além do que O Senhor Jeová faz em Oseias 1; 2, onde manda seu profeta casar com uma mulher adúltera [inclusive sobre a má interpretação do texto bíblico, aqui cabe o parêntese para relembrar, conforme matéria televisiva na época – “deu no Fantástico” posto ser realmente fantástico tudo o que envolveu o episódio, o caso do “pastor” que fez sexo com a esposa dum membro de sua igreja, dizendo ele que era “ordém” de Deus, “conforme” as “escrituras”, depois que o tal “ministro” leu Oseias 1; 3, inobservando o indivíduo, que acabou sendo ajudado pela ignorância do marido da criatura, o acento agudo na palavra Adúltera] para se referir ao povo que adulterava com espíritos malignos, essa OBSERVAÇÃO do próprio Deus, em Ezequiel, pelo que sei que aconteceu no Éden, inclusive me chama atenção para o fato de os membros sexuais dos animais serem absurdamente avantajados, e a que talvez não à toa foi dado o formato anatômico que passou a ter a serpente que conhecemos e que, já que a dita cuja, que não rastejava mas devia ser um animal ereto, parecido com o homem porém creio que em nada mais formoso do que Adão apesar da cobiça de sua esposa, essa tenha sido a causa do termo “Árvore desejável e agradável aos olhos”, e que, como Eva copulou com aquele sêr e Adão ter também comido do fruto, essa vir a ser a razão da observação do Senhor à Moisés sobre as proibições, ao homem e à mulher, à que – desde lá - não contaminássemos o tabernáculo, símbolo dos nossos corpos agora, onde hoje, depois do Senhor Jesus Cristo, habita o Espírito d’Ele, como em Levítico:

(...)Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;

Nem te deitarás com um animal, para te contaminares com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; confusão é.

Com nenhuma destas coisas vos contamineis; porque com todas estas coisas se contaminaram as nações que eu expulso de diante de vós
. Levítico 18:22-24.

[E dado a seriedade da questão e sabedor que sei de não poucos que leem não somente as Escrituras mas textos tantos desapercebidamente, vou repetir a pergunta cuja resposta se exata deve acender duma vez, se ela ainda não explodiu, o pavio da sua bomba: Ainda não havia mesmo se perguntado a razão pela qual em Gênesis 3; 6 a Escritura usa o termo árvore DESEJÁVEL quando Eva resolveu comer do seu tal fruto, e na sentença depois do pecado consumado Jeová Deus usa também o termo DESEJO para dizer da proibição a partir dali, de a mulher desejar a “maçã” doutro homem? Pois é, é por isso que a ordem é MEDITAR]

Os que defendem a fábula da maçã, preferindo ignorar as tantas dicas que as Escrituras dão, como você viu uma pequena parte aí acima, fazem uso de Gênesis 4 (...)E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem. E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra (Gênesis 4:1,2), desprezando o fato de que, conforme indica o apóstolo João e com base no que diz a Ciência, somado com as dicas por toda as Escrituras, acrescido do que o próprio Jesus tem me dito em não poucas visitações sobre o engano “da maçã”, Abel NASCEU DA MESMA GESTAÇÃO, pois não há ali outra vez o termo “conheceu” – eufemismo para Copulou, quando, depois que Caim nasce, o texto cita o nascimento do seu irmão, quer dizer, meio-irmão. Com quem teria a dita inimizade – dando a partida espiritual/hereditária ao que a história nos traria até os dias de hoje sobre contenda entre irmãos, os meio-irmãos ainda mais. Assim, quando Eva engravidou de Abel, a semente da Serpente, o sêmen que geraria Caim, já estava na barriga da MÃE DE TODO SÊR VIVENTE, como diz as Escrituras - Escrituras que NÃO DIZ QUE ADÃO SEJA O PAI DE TODO SÊR VIVENTE, por isso tua semente quando o Senhor se referia à Serpente, e sua semente quando se referia à Eva, em Gênesis 3; 14, e por isso a maldição do parir com dor e o desejo ser para o seu marido. Entende agora também porque a referência ao sêmen da cópula fazer simbolicamente o homem imundo, de Levítico 15; 31, 32, na abertura desse texto, o que certamente não aconteceria se o sexo tivesse sido puro???

Aliás, para os que meditam no Espírito e não na carne, se você refletir em I A Coríntios 5;1-2, como o Espírito me revelou, algo novo deve te chamar atenção sobre o que de espiritual a Escritura ali quer nos dizer, sobre os três elementos envolvidos naquele adultério. Mas a dica é: quem será que representa o filho, que não tem relação consanguínea com a mulher do pai, contra quem adulterou, e quem será que representa, assim como o pai, também a mulher que se permitiu contaminar pelo sêmen do filho do seu marido, e qual o motivo da alusão? Se você não é dos que leem a Bíblia com os olhos da carnalidade depois vá lá e “coma” aquele mocotó.

Mas sobre Caim e Abel, te pedindo que depois dê uma pesquisada sobre gêmeos de pais diferentes: Ciência:

{O quimerismo em humanos acontece quando dois óvulos fecundados se fundem antes do quarto dia de gestação, misturando as informações genéticas sem que o indivíduo sofra grandes mutações. Se a fusão entre os óvulos ocorrer após o quarto dia, eles produzirão gêmeos xifópagos (siameses).
Dentro dos quatro dias de gestação, se os óvulos fecundados forem do mesmo sexo, o indivíduo nascerá perfeito. Se os óvulos forem de sexos diferentes, o indivíduo nascerá hermafrodita. Nos casos onde os óvulos eram do mesmo sexo, o indivíduo, que não apresentava nenhum tipo de deformidade, pode viver sua vida inteira sem se dar conta de sua característica incomum, talvez por isso haja tão poucos casos registrados}

Bíblia:

(...)Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele.
1 João 3:1.

(...)Não como Caim, que era do maligno
, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas.
1 João 3:12.

E aí, quem tem Obras más senão o Diabo? E quem tem Obras Justas senão Jeová DEUS? Ainda vai sacar a espada pra mim? Ah, talvez sim, quem sabe seja você um dos papagaios que Jesus me mostrou...

(...)Com homem não te deitará, como se fosse mulher, abominação é
, e logo depois a ordem para que a mulher, e nem o homem, devesse se deitar, ter relações sexuais, com animais, agora observando a contaminação que isso traria à quem fizesse isto, teria sido somente para encher as páginas da Bíblia tais observações, ou quem sabe foi só pra garantir que ninguém viesse a se contaminar com tais coisas, ou foi por que essas coisas são as mesmas coisas que levaram à Queda no Éden?

Como visto, no parágrafo acima eu fiz apenas perguntas. Mas, afora a estranheza de virmos um filho matar o pai/mãe, ou irmão matar irmão, como todas as sandices que produzem a violência/ódio/rancores/inveja de que se tem notícia, as tais perguntas são as que devem nos trazer a reflexão sobre, já que foi apenas um homem e uma mulher a serem criados no início, além dos mais estranhos costumes sexuais mundo afora, como na Grécia, nação que curiosamente forneceu o idioma original com que tivemos escrito o Novo Testamento, país onde no passado, costume que representava poder para quem o praticava, era comum a relação sexual entre homens desde que um fosse bem mais velho do que o outro – e ainda aldeias em que os rapazes para adquirirem poder bebem o SÊMEN dos idosos, e além ainda da poligamia, caso em que um homem convive com duas ou mais mulheres na mesma casa, assim como alguns países onde é NORMAL a Poliandria, que é quando uma mulher tem dois ou mais maridos ao mesmo tempo, ademais de todo o resto dos costumes sexuais estranhos que existem e que à nossos olhos parece bizarrice mas que nos perguntarmos mesmo donde isso vem deveria ser senso comum, por que então uma mulher sentir desejo sexual por animais no mundo inteiro, o que é mais comum do que você possa imaginar; por que, conforme o observado/condenado em Levítico 18; 22, tanto desejo homossexual no mundo afora, a ponto de em não poucos casos um homem desejar ser mulher e uma mulher desejar ser homem, chegando ao extremo de mutilarem o próprio corpo, à parte dos casos em que não poucos assumidamente gays se admitirem num conflito com a tal condição ainda que ativos na prática, sem contar os que lutam contra o tal “gene estranho” dentro dele/a sem ceder à vontade até a morte, conforme depoimentos dos que tem coragem de dizer do seu drama, como vi Internet afora; e ainda, onde encontrar explicação para um marido/esposa sentir prazer em ver sua esposa/marido tendo relação sexual com uma terceira pessoa, ou um homem/mulher sentir sacudir os hormônios quando veem duas pessoas fazendo sexo, ou a tentação por traição tanto do marido contra a esposa quanto da esposa contra o marido, ou, justo por conta da proibição a ela, do desejo da mulher por homens de falos incomuns, conforme alusão em Ezequiel 23; 20, também ser mais comum do que se pensa, e da força que tais desejos/costumes exercem sobre as pessoas se a raça humana não tivesse tido um ponto de partida genético/espiritual e que nada teve a ver com maçã qualquer. Tudo o que, conforme o Martelo esclarecedor/combatente nas minhas, e a partir daqui, quem sabe, nas tuas mãos também, deve nos levar a crer que aconteceu por lá.

Como tenho dito à algumas pessoas do meu convívio, todas essas pessoas irmãs e irmãos em Cristo, assim como à minha esposa e familiares também crentes, e também escrito a respeito em alguns textos como você verá no livro, faz um tempo que, com as revelações me trazidas pelas Escrituras sobre o que realmente aconteceu no Éden martelando na mente por todo esse tempo, e pelas visitações que citei na abertura do texto pelo Senhor à mim, o que me tranquilizou acerca de estar certo sobre o assunto e que eu deveria sim trazer à tona, no tanto que me cabe, tais informações, venho fazendo uma pesquisa – que aliás em alguns pontos muito me serviu para notar ainda mais o aperfeiçoamento da nova criatura em mim - sobre o proceder sexual atípico das pessoas, do comportamento mais comum ao costume mais incomum/bizarro, observando a naturalidade com que se comportam frente ao ato, e não demorou a conclusão de que isso não caiu na humanidade de paraquedas, mas foi mesmo SEMEADO por alguém tão estranho quanto sua semente.

Saiba ainda que Jesus, à Quem conclamo que, se você tiver um coração ensinável, te revele ainda muito mais do que me tem revelado, esteve no meu sonho e me disse que o propósito de Satanás – que vem por etapas, ou seja, acentuando as investidas sorrateiramente sobre o povo, é sim destruir as famílias pelo prazer sexual por saber da força que o desejo pelo proibido exerce sobre as pessoas, mas não com foco em desmanchar a harmonia humana puro e simplesmente mas com o fim de desmantelar o plano espiritual de Deus para com Sua Noiva, a quem Ele quer tomar como Esposa, e que o início desse plano diabólico começou justamente no Éden, contrariado que o 'kapiroto' estava/está por ter sido expulso da família celestial. Mas com intenção principal de atingir justamente o coração do Criador. Aliás conforme em Gênesis 3; 7 e 21, falando de infração sexual e não do simbolismo sacrificial apesar da revelação da visão que fecha esse texto, outra coisa que Ele me trouxe a que pergunte – e quem não percebeu perceba – é por qual razão Ele teria recusado a que depois da Queda Adão e Eva se cobrissem com folhas, que facilmente se rompe e descobre as vergonhas, e lhes feito roupas DE COURO...

A essa hora – te trazendo ainda à reflexão sobre de onde tu acha que vem essa rebeldia e obsessão de cada indivíduo de ser ele, e ninguém mais além dele mesmo, o governante da sua própria vida e ainda da vida dos outros, se você não se esqueceu da promessa do espírito de Satanás, conhecedor do bem e do mal e o primeiro dos rebeldes, na figura da serpente, sobre que se eles comessem do “tal fruto” não morreriam e seriam como Deus, Único que de fato não morre e manda em tudo, conforme em Gênesis 3; 4-5, eu sei que a bomba já explodiu mas apesar de tonto/a e todo/a chamuscado/a você não vai morrer não, fique tranquilo/a. Mas qual o propósito de Jesus querer que você saiba a Verdade? Acredito piamente que, de quebra te tirando do engodo da “maçã”, principalmente o de trazer à nossa consciência que o adultério, antes de tudo o espiritual - dado a investida bem sucedida do espírito do mal no corpo daquele animal frente à Eva e ao marido - ter sido o que O levou a expulsar da Sua presença os dois primeiros seres humanos que, conforme as Escrituras, Ele criou. E que aquilo simbolizou a condenação que irá sofrer antes todos os que adulterarem contra o Espírito d’Ele, que habita nos que O servem pois (...)Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo (Hebreus 3:12). E este é o ponto. Mas não seria um contrassenso Ele, que tanto abomina o adultério, mandar seu profeta procurar uma mulher adúltera para com ela ter filhos impuros como em Oseias? Talvez ainda lhe ocorra a pergunta. E como dito é aqui que mora o xis da questão: Não. Posso te garantir que não. E fique “em paz” se você - e isso vale também até para os que no pensamento, trai sua esposa ou trai seu esposo; transa com homem sendo homem, ou com mulher sendo mulher; ou com animais sendo você gente. Ou seja lá o que for que você tiver feito ou esteja fazendo de errado não somente em termos sexuais, que ainda dá tempo de se arrepender e deixar de errar, e quem sabe ainda seja perdoado/a por quem você ofendeu, o que o/a ofendido/a não é obrigado/a a fazer mas que se fizer alegrará sobremaneira o coração de Deus, só não devendo empurrar pra fazer isso “amanhã” que o amanhã não nos pertence, e conforme é de nosso conhecimento, sabemos todos que saímos mas que certeza de que voltaremos para casa não temos, e como morto não pede perdão, olha aí o perigo de expulsão do paraíso nos prometido para mais lá na frente...

...Por que em Oseias a ideia era exatamente mostrar o adultério espiritual da Igreja, de quem Eva é símbolo – enquanto que Adão figura o altar que não somente perdeu o controle sobre a Mulher/Igreja como também se contaminou com ela, por isso a Queda, representada no adultério carnal/espiritual naquela situação – posto ali, tanto quanto no Éden, um evento está trançado no outro: carne x espírito. [Aqui, nesse parágrafo, até cabendo um parêntese para uma contribuição de dois irmãos, Pedro e Luiz - Canais Ide e Reino Eterno, com a pergunta sobre se você já refletiu no significado da carta de divórcio que Ele deu à Igreja, que está figurado no casamento secular com todas as instruções sobre as normas que envolve os casais cristãos, e o que isso representa na morte do marido/esposa e a permissão à que somente assim ou por adultério ele/ela se casaria de novo, ou a proibição à aceitação dele à sua esposa que tenha se contaminado/adulterado (aliás, voltando para mim, sugiro a leitura do texto A Igreja adúltera perdoada, com amnésia), e o que envolve a aceitação de Cristo à Sua Noiva depois da ressurreição mesmo tendo ela adulterado? E adulterado com quem, senão com Satanás através dos deuses pagãos, como exemplo simples em Jeremias 3 - cruzado com João 4; 7-18, no caso de João 4, conforme o próprio Jesus me revelou há um tempo? E tudo para depois, em Cristo, morto e ressuscitado, morto em Carne e ressuscitado pelo Espírito, recebendo a Igreja adúltera (todo Israel) de volta, nos mostrar a misericórdia d’Ele sobre nós, pecadores, apesar da Sua tristeza pelo erro do povo, tendo Ele, o Marido TRAÍDO, para receber de volta a esposa pecadora perdoada, para não negar Sua própria Palavra (Deuteronômio 24), que morrer na cruz fazendo-se maldito para então, ressuscitado e na Sua volta recebê-la novamente e seguir junto com Ela, agora por toda eternidade. Mas, sobre o pecado a ser perdoado, como te disse, é somente para o pecador que ainda consegue falar. Que morto não fala, se ligue.

- Irmão/ã, atente que isso é seguro: assim como saiu do Éden, expulso pelo pecado, um casal, também um casal retornará para o Paraíso de Deus, à saber, Jesus Cristo, o Marido, e a Igreja, sua Esposa – então perdoada/purificada/glorificada.

E como você deve lembrar que te foi dito mais atrás, faça o mal feito que façamos e não somente no sexual mas em qual área ou momento da vida que seja ou tenha sido, só o fazemos por influência maligna, ou preferência à obediência (pois temos poder de escolha, conforme Deuteronômio 30;19) à quem se decide obedecer antes de qualquer mau feito. Foi assim desde o Éden. Quando até a primeira vinda do Senhor Jesus Cristo o que era material tinha importância que seria superada pelo espiritual. Era sobre isso que Ele queria falar com a situação em Oseias. Por isso João 4, Meu Pai procura quem O adore em espírito e em verdade. Assim, te recordando que o propósito do texto, além de te chamar à que sempre busque clamar por descobrir os mistérios escondidos por trás das palavras escritas por toda a Bíblia quando nela estiver meditando, é te trazer a que tenha sempre em mente que o zelo aqui, conforme o dito em II a Coríntios 11; 2-3, é por não deixar que Satanás com sua astúcia te engane ou continue enganando e te tire da SIMPLICIDADE/VIRGINDADE espiritual com a qual o Noivo quer encontrar Sua Noiva, o que deve ser o OPOSTO do que Eva fez, mas estou deixando contigo daqui para a frente e torcendo que você, que não consegue controlar suas emoções carnais sexuais ou o desejo exacerbado por coisas materiais quaisquer ou pessoas lá que sejam, assim como violência ou atitudes indevidas quais forem a que estiver acostumado/a, e vive em conflito de consciência se achando o/a pior e a mais perdida das criaturas, não tente resolver sozinho/a a situação, mas busque o socorro de Quem vem o Espírito, que somente assim seremos bem sucedidos/as. E vou te dizer porque te asseguro disso, já que se trata, com temor e tremor, dum dos “carteiros de Deus” esse pobre servo que te escreve, que é deixando contigo a visão que Ele me deu também em resposta à oração que havia Lhe feito quando da pesquisa que eu fazia sobre o tema sexo pecaminoso, onde Ele me confirmou como tudo foi estragado e como tudo pode ser resolvido.

Antes, uma pausa saideira – ops, ato falho:

(...)Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.

Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.

Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.
Romanos 7:18-20.

Em tempo, te sugerindo meditar NO Espírito em todo o capítulo de Romanos 7, sobre o Éden, não deixando de te relembrar que se trata de Jesus a Árvore da Vida, e de Satanás a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, além da devida observação de que não é à toa as serpentes trazerem o veneno que traduzem morte, e que também não é à toa que umas tem peçonha enquanto outras não, sobre Árvore e Semente X Semente, para falar da Criação Humana e da lincagem de tudo à engenharia Botânica, ademais da pergunta que deveríamos nos fazer sobre do porquê duma planta ser venenosa enquanto outras são medicinais – como o próprio Espírito Santo me deu como acréscimo numa visão essa noite, depois de o texto pronto, o que me vem como MAIS UMA CONFIRMAÇÃO DE SUA APROVAÇÃO À ESTA MENSAGEM, o que  depois de entender que havia algo estrondoso por trás disso tudo desde minha conversão, eu preciso te dizer ainda que um tempo depois daquela época, certamente que levado pelo Espírito de Deus, me vi me perguntando também sobre qual a razão de uma árvore ser frutífera e outra não, PRINCIPALMENTE sobre que uma árvore frutífera de mesma espécie porém de plantas distintas, a exemplo da mangueira, dar fruta doce e outra azeda, ou como do cajueiro comum dar caju, mas existir também o cajueiro bravo, que não dá fruto algum, não ser mesmo sem qualquer propósito. Então é tipo o JOIO no meio do TRIGO à partir das sementes desde lá, sacou?

Agora, trazendo a Semente cá como a Palavra de Deus, e a pergunta, já que Jesus é a Verdade, acerca de qual semente você anda semeando em termos de palavra, se a de Deus ou o engano de Satanás, aqui uma provocação - santa - à “turma da fruta da macieira", ou da leitura distraída, com mais essa indagação para quem puder responder, do porquê de não termos sido proibidos de comermos 'a ordinária' da maçã mas sim de fazermos sexo indevido?!

(...)Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte.

Tiago 1:15.

(...)Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Mateus 7:18.

A visão:

- Vi Satanás voando baixo e semeando o que na visão eu sabia ser o sexo ilícito sobre a Terra. E voando logo acima dele vi O Senhor Jesus, que não voava com Anjo nenhum a Seu lado, desfazendo o que o maligno fazia.

Assim, o que Jesus está nos dizendo com essa visitação que me fez é que, desde que reconheçamos as nossas fraquezas, como nos deu o exemplo o apóstolo Paulo, e não confiemos na força que não temos, mas confiemos a Ele o nosso socorro, todo mal que o Inimigo semeou em nossa carne no começo da Criação, que pode nos levar à expulsão da Sua presença, Ele, e somente Ele, desmanchará.

(...)Ouvi a instrução, e sede sábios, não a rejeiteis. Provérbios 8:33. 

(...)E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo. Mateus 3:10.

Jesus é bom!

Antônio Franco Nogueira – à serviço do Reino eterno.

Aqui mais textos do autor

Antonio Franco Nogueira – a serviço do Reino eterno.
Antonio Franco Nogueira – a serviço do Reino eterno.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br