Galeria de fotos

Não perca!!

Antonio Franco Nogueira

'(...)Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo'. Habacuque 2:2
'(...)Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo'. Habacuque 2:2

(...)E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento. Marcos 2:17.

Se eu te disser que choro no momento que abro essa caixa de texto para escrever o que se seguirá, você acredita? Pois creia! Que tendo decidido que só escreveria “noutro dia”, e não hoje, na lata recebi um doce puxão de orelha do Pai me perguntando “Por que depois?!”. Então, em prantos, conclui: é, esse povo é importante não pouco para Deus, pena que não são poucos os desapercebidos disso. Deixa eu cuidar então, pensei!

Mas a mensagem – e logo você entenderá por quê, vai mesclada para quem está fora e para quem está dentro. Ou seja, para o que ainda resiste ao chamamento do Pai assim como para o que, em tese, já se rendeu ao Seu convite para que fuja do mal – do pecado, e por conseguinte de sofrer a Sua ira n’Àquele grande dia. Assim, sendo você um dos já rendidos ou não, esteja atento que o Anjo já te viu aqui e já anotou, para que você um dia, e esse dia vai chegar, creia você ou não, Lhe dê conta do que decidiu fazer: continuar lendo ou abandonar a leitura sobre o que o meu e seu Criador está querendo nos dizer com as visitações a mim (Não esqueça da cobrança que Ele me fez sobre que o texto fosse logo trazido a você), como Ele certamente está visitando não poucos por esse mundo afora, para que nos conduzamos com mais prudência. E Ele nos dá a fórmula:


(...)Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Josué 1:8.

Antes, eu imagino que deve haver alguns dos que me leem que concluem que eu aperto um pouco de mais a mente da turma quando escrevo sobre essa questão de salvação e condenação (aliás eu só tenho escrito, e assim deve continuar sendo até segunda Ordem, sobre Salvação ou Condenação). Mas é importante registrar que não o faço por iniciativa própria mas por influência do Espírito Santo, por Ordem direta de Deus; que me visita principalmente nas noites para depois revelar, te fazendo entender incontestavelmente que vem d’Ele e não de homem algum, para que creia – e atente bem à sequência das visitações. Posto que, se dependesse de mim unicamente, ou dos meus ouvidos da cara, o melhor é não nominar para que lado minha vida descambaria. Mas, avisado pelo próprio Espírito – quem sabe como Ele estará fazendo com você por meio desse texto, num brado que deu ao meu coração, de pronto fugi de lá na frente experimentar viver essa promessa: (...)E angustiarei os homens, que andarão como cegos, porque pecaram contra o Senhor; e o seu sangue se derramará como pó, e a sua carne será como esterco, conforme em Sofonias 1:17, para o que quiser crer. E para o que não crê e de quebra tem perseguido os que creem – uma pequena pausa:

(...)E esta será a praga com que o Senhor ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca. Zacarias 14:12.

Sigamos

Além do quê, para quem já viveu a experiência, o aluno que odeia o professor quando pequeno, por causa do rigor, é certo que quando crescido e formado ou não num baita profissional, ou o amará enfim ou será um poço de arrependimento por não ter prestado atenção na aula. Com a diferença de que no caso da profissão que não se alcançou por não ter estudado direito, dá para remediar com uma trouxa de roupa que se lava ou um buraco que se cava. Já no caso em questão não vai dar pra remediar não!

Então, presta atenção.

Recordando os apóstolos que tiveram que pregar fugindo da face mal dos 'senhores da lei', como Paulo, que muito fez por carta por razões óbvias, e te garantindo que essa leitura pode ser uma oportunidade de ouro para que você experimente uma mudança radical na sua vida e nos seus sentimentos, que, apesar de tudo, vai te fazer “viajar” numa dimensão nunca antes experimentada – seja você dos de fora, ou dos de dentro que se enquadre no ônibus que caiu no mar como Ele me mostrou e logo você verá como, saiba que, pelo que o próprio Jesus me disse, somado ao fato de que eu não estaria pessoalmente diante de multidão alguma de crente que supere a abrangência que esta escrita alcançará - já que eu NÃO teria acesso fácil em não poucas igrejas que me permitisse te dizer sobre o que Ele está vendo você fazer e fazerem com sua alma e que isto pode te levar a se afogar durante “a viagem”, é preciso que saiba que voltei a ser visitado pelo próprio Filho de Deus, que de novo me disse que você, agora voltando a me dirigir a você que é parte do corpo d’Ele, consciente disso ou que ainda nem sabe, seria tocado pois que, apesar de sua resistência inicial em ouvi-Lo e acompanhá-Lo, sua alma clama por Ele e por isso você deve prestar bastante atenção na sequência dos eventos e o que os enigmas revelam, do que pode depender sua salvação ou perdição por suas atitudes pós decisão, pois estarão todos concatenados com sua situação - principalmente se seu coração já deu qualquer palpitada.

Na primeira visitação, tendo ouvido minhas orações sobre que ponha em meu coração cada vez mais amor pelas almas e indignação contra aqueles que tem negligenciado o dever de cuidar das que lhes foram entregues para que as apascentem, Ele veio:

No sonho me vejo, juntamente com um irmão, que naturalmente não vou identificar por razões óbvias, chegando à casa duma mulher, pelo quintal, pela porta da cozinha, logo ao raiar do sol. Ali sei pelo Espírito que aquele irmão havia agendado uma conversa com aquela mulher para falar do Evangelho. Ao chegar à porta vejo a mulher, ela de muito baixa estatura, aparecer numa quina de parede com a cara de sono e de surpresa e fazendo esta pergunta: “Agora?”. Mas antes de eu responder, me sentindo inconveniente, o Espírito me avisa que no fim das contas ela quer ouvir a mensagem e que eu devo persistir. É quando vejo o irmão saindo de dentro da casa, onde tinha entrado para usar o banheiro. E ao final do sonho tenho uma visão dum círculo verde bem vivo no céu, e dentro dele uma imagem da caveira dum boi e uma corneta apontando para onde seria o ouvido da caveira. E ponto.

Peço que atente bem para a revelação desse enigma, que, como disse, você pode estar mais intrinsecamente ligado/a àquela mulher e à caveira do boi do que você possa imaginar. Sobretudo se seu coração for um daqueles que já deu uma sacudida. Antes, se você é desconhecedor/a do linguajar bíblico, observe bem a passagem logo à baixo:

(...)Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo.
2 Coríntios 11:2.

Afora a questão do zelo a que se refere o apóstolo Paulo sobre seu cuidado para que o povo não se desviasse e se mantivesse firme no Caminho - o que, salvando a devida proporção, é exatamente o que faço com este texto que te escrevo, a Bíblia se refere metaforicamente à Igreja de Cristo como figura feminina, como “uma Mulher”: (...)Vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia dos céus, da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada para o seu maridoApocalipse 21:2. Então, com isso na mente observe:

Àquela mulher em cuja casa chegamos pelo quintal, representa a Igreja em duas vertentes: numa ela é a Igreja que é Igreja, ou seja, que é parte do Corpo de Cristo, mas que, no mundão, ainda não se deu conta disso por estar “dormindo”, sonolenta no pecado mas que quer a Deus, por isso ela agendou a visita – e se seu coração palpitar em algum momento desse texto, seja você homem ou mulher, é um alerta de que você é parte do Corpo, é “Noiva” também. Na outra vertente ela representa a Igreja que sabe que é parte do Corpo mas que se encontra sem forças e se reconhece sem crescimento espiritual, mas que tem vontade de crescer; por isso a sua baixa estatura; por isso ela agenda a visita mas de início tenta se esquivar fazendo aquela pergunta; por isso a cara de sono. Mas, além do que diz a imagem do círculo verde vivo, há dois pontos do sonho cuja revelação em muito deve falar com você que evangeliza e com você que tem sido rejeitado por pregar a Verdade:

O fato de o irmão que me acompanhava ter ido ao banheiro enquanto eu conversava com a mulher diz de que devemos, antes de pregar para alguém, buscar nos purificar (sempre que você sonhar indo ao sanitário, a depender do contexto, é Jesus te dizendo da necessidade duma purificação dos sentimentos e atitudes indevidos ao crente – mas somente em caso do vaso, e não do chuveiro, posto o vaso limpar por dentro já que o chuveiro só limpa por fora, se ligue); e o fato de termos chegado à casa pelo quintal, é Jesus dizendo: “Vá pelos fundos!”. E o que significa ir “pelos fundos”? Significa resistirmos àqueles que, por seja lá qual for a razão, dissimuladamente, tem impedido o povo de ter os olhos abertos ou impedido aqueles que tem algum conhecimento e unção, de saírem 'da sinagoga' ["fazei discípulos" parece frase desconhecida da Bíblia dos tais] para levar a mensagem genuína do Evangelho a quantas mais almas melhor, buscando nós mesmos estratégias para advertirmos o povo sobre o perigo da sonolência e da inércia, mesmo a contragosto de não poucos. Senão por que tu acha que Jesus me levou a ir àquela mulher exatamente pela porta dos fundos de sua casa para pregar a ela a Sua Palavra? Atente para isto. Atente também para o fato de que o sol nascia - era começo do dia e não da noite, quando chegamos à casa. Se isso mexe com seu coração, sorria que trata-se de Jesus te dizendo que um NOVO DIA começa a brilhar em sua vida! E a você que se incomodar com a revelação, sobretudo com o final dela – indicativo de que de Deus tu não tem nada, ou se já teve deixou de ter, vá chorar suas pitangas noutro pé, não no meu!!!

Agora, o que você acha que representa Ele me mostrando aquela caveira de boi e aquela corneta (ou trombeta) no ouvido da caveira? Acertou se disse que se trata d’Ele me mandando, e a todo àquele que pode ou busque poder, ir pelos fundos que seja, como uma carta-branca, por isso o círculo verde, como um Sinal Verde, para tocarmos a TROMBETA aos ouvidos de todos – seja do que está lá fora ainda se fazendo de surdo à chamada, ainda sendo feito de gado de Satanás, seja àquele que tem se permitido fazer de GADO dos enganadores, dos falsos profetas, por que isso resultará em morte certa de sua alma, por isso a caveira, e esta no alto.

Entretanto, porém, todavia, conforme o que ainda verá à baixo, o que você não deve deixar acontecer, seja você que está propenso/a a enfim decidir por aceitar o convite do Seu Salvador para que O conheça e O siga, seja você que já se encontra na Seara, é que seu coração seja alimentado por um mínimo sentimento que te afaste de congregar com a irmandade nesta ou naquela igreja por causa dos fingidos de plantão, posto que tão certo como dois mais dois são quatro, vendo como verá seu coração voltado para Ele, Ele te dará uma tamanha porção do Seu Espírito e será este Espírito que deverá ser teu Condutor e Consolador quando seja lá quais forem as adversidades que se puserem diante de você. Importando apenas que tu seja salvo/a e não venha a se tornar num gado-caveira jamais.

Doutra forma, se vier para dentro e ficar com a cara pra cima ou se os de dentro, onde e a quem couber, continuar se permitindo conduzir cegamente – como acontece com todo gado, sem que este se dê conta da força que (n’Ele) tem; sem despertar da inércia, veja o que vai acontecer – na verdade já está acontecendo mas que Ele está buscando avisar com mais essa visitação TERRÍVEL que fez à minha pessoa dia desses e que me manda te reportar aqui para abrir os teus olhos.

Sonho que me vejo dentro do mar – não me vejo em cima nem dentro de nada nem me vejo na água, me parecendo que estou ali apenas em espírito; quando noto um ônibus na água começando a afundar como se tivesse sofrido um acidente: as rodas já estavam submersas; nessa hora, sem ver ninguém pulando pelas janelas, como naturalmente aconteceria, o Espírito me dá a visão do interior do ônibus onde vejo muita gerente sentada como se nada tivesse acontecendo, com todos olhando para a frente como se o ônibus estivesse em viagem normal; noto umas quatro cadeiras vazias e noto também uma mulher, já de certa idade, que dava alguma comida à uma criança em seu colo. Preocupado giro a cabeça para a terra para ver se vinha alguém para socorrer aquelas pessoas, hora em que, enquanto vejo que o ônibus não está nem muito longe da margem, observo que o povo olhava sem qualquer sinal de que fariam alguma coisa; e quando volto a cabeça, numa questão de menos de um segundo, vejo que o ônibus já está todo submerso, com apenas o teto por afundar. Então, num desespero absoluto, começo a orar pedindo a Deus misericórdia pelas almas. Momento em que o Espírito me diz que no exato instante em que eu orava aquelas pessoas morriam afogadas ali ao meu lado. E, estranhamente, não ouvi um grito sequer. Quando o natural teria sido que ocorresse a comum e desesperadora gritaria.

Eu não preciso dizer do tamanho do meu pavor, como aliás você também deve ter sentido uma mínima agonia somente com a leitura que acaba de fazer sobre a cena que vi. E seja você quem for, crente ou não – por que a morte não será somente para os desapercebidos de dentro mas principalmente para os desapercebidos de fora, atente bem para o que diz este enigma, que aliás está tão claro como cristal, se você for um dos minimamente atento, que isto é o que Jesus nos diz:

01 - No ônibus viajava a Igreja inerte, dormente, desatenta, a igreja gado, lembra? A igreja que, mesmo com a morte a palmos dos olhos está desapercebida disso: por isso aquelas pessoas se encontravam olhando “para a frente”, como se “a viagem” estivesse ocorrendo normalmente - como se estivesse tudo bem - “afinal eu já levantei minha mão e o pastor fez a oração na minha conversão”. Sabe o nome disso? Desinteresse por ser crente de fato; desinteresse por dar bom testemunho (só não sofra se não estiver ao seu alcance resolver determinadas questões); desinteresse por aprender; desinteresse por se arrepender; desinteresse por perdoar; desinteresse por se botar no lugar do próximo; desinteresse por servir; desinteresse por buscar conhecer e entender a Deus; desinteresse por meditar no livro Santo; desinteresse por evangelizar; desinteresse por dividir conhecimento; desinteresse por falar a verdade; desinteresse pelas coisas lícitas; desinteresse por obedecer à Deus – por dar ouvidos à Voz do Espírito; desinteresse por fidelidade ao líder (digo Líder); desinteresse por fidelidade à esposa, à namorada, ao esposo, ao namorado, aos amigos; e MUITO interesse pela pecaminosidade, seja de qual ordem for; e por aí vai...

02 – A mulher com a criança no colo lhe dando comida é uma figura da Igreja que, mesmo madura, anda desapercebida de que tem alimentado a Igreja imatura com coisas carnais ainda que diante do perigo iminente de morte (ela deveria ter sido a primeira a gritar por socorro justamente pela criança que tinha no colo).

03 – O ônibus simboliza o Evangelho mal conduzido – doutra forma ele, se o motorista o estivesse dirigindo com cuidado, jamais teria caído e afundado na água – atente que se deixar conduzir cegamente vai levar não pouca gente a sofrer “um acidente” na estrada.

04 – Eu ter observado que o ônibus estava relativamente perto da margem, porém sem que ninguém sequer olhasse para os lados, mesmo naquela situação, aponta que A SAÍDA para a cegueira que pode levar muitos à morte está “logo ali” mas que o povo não vê por que não reage. Ou você acha que este registro foi feio nas Escrituras à toa? (Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. Atos 17:11). É isso que vai fazer alguns saltarem “a janela do ônibus” e nadar para a “terra seca”. E entenda terra-seca como buscar conhecimento.

05 – O povo que olhava da margem sem esboçar qualquer reação, reporta a que, claro, o que não se encontra na sintonia com o Pai – ou seja, o sujeito do mundo, jamais poderá fazer qualquer coisa pelo crente no sentido espiritual da palavra; por isso não tentavam ajudar (O que é uma bofetada na cara do crente que, dispensando buscar se orientar com um irmão ou irmã da fé, tem buscado se consultar com “dana Maria da lata ou com seu Zé da égua”.

06 – O Espírito Santo me fazer saber que no momento exato em que eu orava àquelas pessoas estavam se afogando, diz do crente que mesmo sabendo do que está acontecendo, tem se limitado a se indignar e a orar, sem qualquer atitude efetiva para ajudar os “que estão se afogando” a sua volta – e sobre qual seria essa ação efetiva, conforme seu coração, o próprio Jesus certamente lhe dirá diante da sua oração pedindo uma orientação (quer ver faça o teste).

07 – O povo afundar calado sem dar sequer um pio diante daquela situação desesperadora até para quem observava de fora, nada mais diz do que se tratar do próprio Jesus mostrando que não são poucos os que estão no caminho de perecer porem que todos dormentes para a triste realidade, como se tudo estivesse indo às mil maravilhas.

Agora, antes do oitavo e último trecho da revelação, uma conta e uma pergunta a você que já viajou de ônibus: vamos supor que a lotação daquele ônibus fosse de 40 lugares (e isso para amenizar um pouco a dureza da revelação posto que sabemos que há ônibus com 44, 48 e com muito mais lugares, o que reduziria ainda mais o percentual), e se na visão fui levado a observar que havia umas 4 cadeiras vazias, o que será que isso quer dizer a não ser que as QUATRO pessoas que não “sofreram o acidente” - não terem embarcado, apenas 10% “dos passageiros”, é que estariam aptos à Sua aprovação se Ele voltasse naquele momento? Doutra forma, por que razão o Espírito me chamaria atenção para aquelas pouquíssimas cadeiras vazias? Caso a pensar, e muito, ou não?

(...)E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Mateus 7:14,15.

Eu não sei o que você vai fazer com tanto cuidado que o Filho unigênito de Deus está tendo contigo, com essas revelações. Você tanto, para seu próprio bem, pode perder o sono por alguns dias e concluir por refletir melhor sobre tudo, confrontando com sua vida no Evangelho ou, decidindo que tudo não passa duma loucura desse pobre servo que te escreve, ignorar cada palavra e seguir sua viagem da forma “tranquila” que está te parecendo ir. Se assim for, porém, com sua permissão: Quisera eu me suportásseis um pouco na minha loucura! Suportai-me, porém, ainda (2 Coríntios 11:1). Mas a decisão é sua. Com destaque para você que, ainda aí fora, resolver por se alistar para a batalha, uma vez que desnudada está a carência de não poucos soldados de valor como pode ser bem o seu caso, para que o Evangelho avance melhor. Entretanto, antes de citar o trecho bíblico da pausa a seguir, procure se responder por que razão o preocupante verso 14 vem acompanhado da advertência que se vê imediatamente no verso 15, de Mateus 7, aí acima.

Pausa

(...)Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,
Deuteronômio 30:19.

Você se recorda, claro, que eu havia decidido não escrever o texto agora, ainda que com a mensagem das visitações reveladas já comigo, e que Jesus me advertira para que o texto fosse logo escrito. O que não é tão difícil de concluir que, apesar de alguns, presciente que Ele é, haverá os que absorverão os avisos e são a estes que Ele quer se reportar para evitar que “estejam no acidente”, além de trazer ao conhecimento de muitos que a coisa não está indo tão bem como se tem pensado ou que muitos tem feito crer. Mas, apesar de que, quem sabe, você deva ter achado um pouco demais ser como descrito acima a situação da 'Igreja' e pensar “o que esse cara” vai poder fazer para ajudar a mudar o quadro já que está assim, é preciso que atente para a conclusão disso, pela visitação a seguir, e observe que se Ele me disse que eu posso evitar que a coisa se torne ainda pior (é, Ele me disso isso!!!), é claro que a via por onde isso será feito, na proporção que me cabe, é exatamente pelo texto que você está lendo, o que deve te chamar a atenção a que, se você tem de verdade preocupação com a sua, com outras, e com  as almas sob sua responsabilidade e o vem lendo com desatenção, pelo que verá à baixo a sugestão é que volte e o leia agora com mais temor.

(...)Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. Amós 3:7.

Para que você não despreze as advertências reveladas aqui, diante do sonho apavorante do ônibus dentro d’água, tendo orado sobre se algo mais havia a ser dito e o que eu deveria fazer com as visitações, eis que Ele me veio com ônibus novamente indo mal na viagem.

No sonho eu via que uma mulher, ela ao volante, discutia, ou conversava em determinado tom, com dois homens de quem eu não via o rosto mas que ali eu sabia que se tratava de pai, ele esposo dela, e filho, e que o ônibus era do pai. Só que nesse momento eu sabia que o ônibus estava com um capotamento em andamento, ou seja, tinha sofrido um acidente e que as capotadas iam se intensificar devido a velocidade que o ônibus viajava. Nessa hora me recordo que havia aprendido que quando um carro sofre um capotamento o certo a fazer é se apoiar nas ferragens do pé dos bancos e é exatamente o que eu faço o que garantiu que eu não me machucasse. Nesse momento, vendo a velocidade e o tanto de capotadas que o veículo dava e ainda daria, me preocupo que ele não viesse a cair nalgum penhasco ou dentro dalgum rio. É quando o vejo parar de capotar e com as rodas no chão começar a deslizar sobre elas, agora numa estrada de chão, na direção dum buracão onde lá embaixo havia uma vala que me parecia de esgoto. Nessa hora, preocupado que o carro avançasse mais naquela direção, ao olhar pela janela, e notando que o teto - como naturalmente acontece em acidentes do tipo, não havia sofrido qualquer amassamento, percebo três peças de madeira, como se fossem mastros de bandeiras, enfincadas uma pertinho da outra a três palmos da janela. Então estico o braço e, apoiando a mão em uma das hastes, e sem sentir dor qualquer e muito menos ver meu braço quebrar, o que seria o natural, consigo parar o ônibus.

01 - O ônibus, de novo, representa o Evangelho sendo mal conduzido, conduzido com imprudência, pela própria Igreja – por isso uma mulher (figura da Igreja) ao volante, o que certamente a levará a sofrer um acidente de grandes proporções – por isso o tanto de capotadas.

02 - O pai e o filho dentro do ônibus, prefigura a presença de Deus Pai e Deus Filho dentro do Evangelho - pelo Espírito Santo, por isso o teto do ônibus intacto daquele jeito, reportando a que Ele ainda nos socorre mesmo diante da imprudência com que temos nos conduzido (As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Lamentações 3:22);

03 – Eu ter me recordado do que eu havia aprendido sobre como fazer em caso de acidente, diz de que busquemos aplicar no Evangelho o que temos aprendido de eficaz para que evitemos nos machucar quando for o caso.

04 – A estrada de chão e a vala diz de que, naturalmente ao se conduzir com imprudência, saindo “da pista” a igreja estará andando por uma estrada “sem pavimentação” espiritual e naturalmente que acabaria caindo “no esgoto” – aquele esgoto não aparece no sonho sem qualquer propósito, esteja seguro/a disso.

05 – As três hastes de madeira cravadas ali ao alcance do meu braço, como que colocadas justamente para que eu, me apoiando em uma delas, evitasse que o ônibus continuasse andando e por conseguinte caísse naquela vala, representa o Pai, o Filho e o Espírito Santo ainda ao nosso alcance para que, nos valendo de qualquer d’Eles (por isso eu segurava em apenas uma das hastes), evitemos que O DESASTRE seja ainda maior (a ti, Senhor, toda Honra, toda Glória, e todo o Louvor!).

E para que você possa contribuir para que esse desastre maior não venha a ocorrer, sobretudo na sua vida, se lhe couber, pegue essa dica, e dica de ouro, vale registrar, que Ele nos dá nessa visitação, com a qual fecho o texto:

No sonho vejo um casal, ele um sujeito mais contrito com o Pai do que ela – eu conheço bem os dois, andando, ela bem mais atrás, cada um com um pão redondo, circular, tipo uma broa grande, e de tamanho idêntico, nas mãos. No sonho ela, uma figura da Igreja carente de orientação, e que tinha que partir o pão e manter os pedaços nas mãos para então distribuir com outras pessoas, reclama que se o partisse alguns dos pedaços cairiam no chão; ao que ele, parando de caminhar, se volta e a orienta que partisse e comesse parte do pão que o restante caberia tranquilamente em suas mãos. Ali sei que eles haviam passado por uma casa onde reconheceram uma geladeira velha e um sofá que havia sido seus, e ele se questionado, ao olhar para a geladeira, como podiam ter usado “um troço” daqueles, arcaico daquele jeito, por tanto tempo. E ponto.

O pão significa Jesus; igual no tamanho trata-se de Ele ter vindo igual para todos (apesar de alguns não o receberem na mesma proporção que outros); o ser circular indica Ele vindo para o mundo; o homem à frente e a mulher vir mais atrás, reporta, ele, ao altar e ela à Igreja que não entra – eu disse a que não entra - na sintonia do ensinamento e por consequência não acompanha a liderança na caminhada espiritual; a mulher entender que o pão cairia no chão se ela o partisse e ouvir do homem que ela deveria comer parte do pão que o restante caberia em suas mãos, refere-se à Igreja inábil com a Palavra justamente por não estar alimentada da mesma Palavra que deve servir - pregar o Evangelho, sendo orientada (nem tudo está perdido, graças a Deus). A geladeira e o sofá que eles se desfizeram representa orientação a que nos desfaçamos de tudo o que leva a nos acomodarmos – que está na figura do sofá; e que rouba a nossa energia – que está na figura da geladeira velha (Deus seja louvado: a ti, Senhor, toda a Honra, toda a Glória, e todo o Louvor. SEMPRE).

Se você não for uma pessoa distraída deve ter percebido que o propósito de Deus com essa última visitação foi nos dizer, se considerado o “motorista” que jogou aquele ônibus cheio de almas Suas naquele mar, e aquela mulher que provocou, com a imprudência com que viajava num outro ônibus, aquele acidente – já que eventos sobre o que os tais representam está sobre toda a Terra, é que, como já manifestado, ainda há servos fieis no comando de Seu povo – o que está no homem orientando a mulher a como resolver a situação do ‘tamanho do pão’, e na minha humilde pessoa ajudando para que aquele ônibus não despencasse daquela altura indo parar naquele esgoto, e que – e aqui o principal, para que a Igreja propague Seu evangelho é preciso antes nos alimentarmos da Sua palavra; e que não adianta O termos – figurado naquele pão inteiro na mão da mulher – se não O dividirmos com Suas almas ainda famintas. Trocando em miúdos, que não sejamos crentes vazios d'Ele nem parasitas.

Agora, perguntando a seus botões por que razão Jesus está me visitado com sonhos e visões tão extremos e me mandando que escreva, só não entenda como Igreja o prédio de tijolos – a casa de oração, nem aquela mulher dirigindo aquele ônibus que se acidentou como uma outra pessoa que não a você mesmo/a, a real Igreja, templo do Espírito Santo, que precisa se reavaliar ou não. Portanto, se estiver “em viagem”, numa dessas 'naves', seja como passageiro seja como condutor, que se dobre a atenção para o Caminho para que, no caso dalguma derrapada, não venhamos a afundar n’água ou capotar na estrada.

(...)Ainda assim, agora mesmo diz o Senhor: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto. Joel 2:12.

Quanto ao mais...

(...)Disse eu aos loucos: Não enlouqueçais, e aos ímpios: Não levanteis a fronte;
Não levanteis a vossa fronte altiva, nem faleis com cerviz dura.

Porque nem do oriente, nem do ocidente, nem do deserto vem a exaltação.
Mas Deus é o Juiz: a um abate, e a outro exalta.
Salmos 75:4-7.

Jesus é bom!

Shalom.

Antônio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno.

Aqui, mais textos do autor.

Diretor do CFF, Antonio Franco Nogueira
Diretor do CFF, Antonio Franco Nogueira

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br