Galeria de fotos

Não perca!!

Antonio Franco Nogueira

É realmente assombroso como Jesus Cristo se manifesta à Sua criação humana, sobretudo para os que fazem a ciência, sem que, justo a ciência, O perceba tão próximo
É realmente assombroso como Jesus Cristo se manifesta à Sua criação humana, sobretudo para os que fazem a ciência, sem que, justo a ciência, O perceba tão próximo

(...)Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. Amós 3:7."

 

Com quem você pensa que tá falando???!". Quem não já se viu numa ou soube de alguém que viveu situação semelhante? Pois, com aquele mosquito me tirando a paz, quando insistia em posar nos meus olhos, entre tantas outras em que um monte de gente acha que é melhor do que a outra e esquece que há um limite em nós, para tudo de que tanto se tem, e não tem, noticia, foi momentos assim, em que certas autoridades, se entendendo acima do bem e do mal, tanto tenta subjugar o seu semelhante, que me veio à mente.

Na roça o tabaréu chama de "estalo", na cidade grande o bacana chama de "insight", aqui no meu cantinho eu chamo de ação do Espírito Santo. E é!

Quando aquele mosquito atormentador, mesmo comigo passando a mão no rosto sem parar, já que o inseticida nada resolveu – parecia filme de índio: morria um aparecia outro, pelo tamanho incomodo, o tangendo dali, não desistia de pousar nos meus olhos, pouco se importando para o perigo de ser esmagado – acho que se mosquito tiver juízo aquele era doido, então me veio o Espirito: Usa: Que tem gente te esperando pra refletir!

Não sei se você sabe, mas se não sabe passe a saber, que eu ando numa cadeira de rodas. Mas sou feliz, fique em paz. E tetraplégico que sou, a locomoção é ainda mais espinhosa. Desta forma sendo deveras menos dinâmico te alcançar com as mensagens que o Espirito de Deus tem me dado para te trazer. Então, esse veículo, o Camaçari Fatos e Fotos, nasceu, sem dúvida, presciente que Ele é, para esse justo fim: dinamizar meu trabalho, na porção que me cabe, para avanço do Evangelho de Jesus Cristo, para o seu benefício. Ou não, aí fica a seu critério. O fato, porém, e é bom refletir nisso, é que a Palavra d'Ele não volta vazia: se dois ouvem e só um absorve, o que recebeu receberá seu prêmio de salvação e o que A recusou, decerto que no dia do juízo não ouvira Culpado estando inocente.

Pausa

(...)Se eu não viera, nem lhes houvera falado, não teriam pecado, mas agora não têm desculpa do seu pecado. João 15:22.

Sigamos

Para você ter uma ideia de que de fato foi o Espírito d'Ele que, preocupado com a sua situação espiritual, e vendo a consequência disso "lá na frente", articulou tanto o mosquito quanto o meu pensamento sobre a oportunidade que não deveria ser perdida e que a analogia deveria ser feita, sabedor que é de que não são poucos os que precisam "dum empurrão" para pensar, não atoa Ele próprio usou tantas parábolas para fazer o povo entender a que proposito Ele desceu aqui, essa noite, com o texto interrompido, por ocasião da visita duma irmã, que está em Camaçari mas morava em Salvador, a quem eu jamais conheci, que bateu à minha porta para "saber e falar do Céu", orei sobre se Ele confirmava o texto e o tema, e Ele veio:

No sonho, onde eu via a imagem dum meio-irmão carnal que tenho, Ele me botava corrigindo uma palavra num texto que eu escrevia e que continha uns três parágrafos. Fez isso e depois me deu três coisas a acrescentar. Detalhe: quando eu parei de escrever para receber a irmã, o texto estava em exatos três parágrafos! Então não distraia que, apesar de que apenas parte dos que lerão irão assimilar o que vão ler – que está na visão da imagem do meu irmão apenas parte de mãe na cena do sonho, Ele vai falar profundamente com você pelo que você lerá aqui. E ore por forças d'Ele a você para que seja você a parte positiva da meia irmandade, na visão. Ou seja, a parte que aceitará Seu cuidado para contigo.

E caso você, distraído/a na leitura, não tenha percebido que o que Ele quer dizer, com meu meio-irmão na cena do sonho, é que apenas parte dos que lerão o texto, assimilando a mensagem, será a que me terá agora, ou um dia, quem sabe, como irmão n'Ele, eu acabo de te clarear a mente. Se é que você já não havia percebido.

O mosquito, na verdade, me aporrinha o juízo desde há uma semana, quando eu estava na casa da minha sogra, numa zona rural. O que me fez pensar que, roça, onde há muitos insetos, aquilo poderia não ser "algo pessoal". Até perguntei à ela e a outras pessoas se elas tinham sofrido "tais ataques", onde obtive uma resposta positiva. Então desencanei. O problema é que eu havia esquecido que, em anos frequentando a casa, isso, com roça e tudo, nunca tinha me ocorrido. Por isso minha estranheza inicial. Cheguei a pensar em algum problema de saúde nas vistas. Mas despreocupei com o depoimento do pessoal da casa.

Ocorre que, quando Jesus quer agir e o sujeito resiste em não Lhe perceber, Ele passa a incomodar o distraído (viu crente?). E já em casa, uns dias depois, me veio o bendito, sim, bendito, mosquito insistindo "na visita". Foi quando ouvi enfim a voz do Espírito: Usa: que tem gente te esperando pra refletir! Foi fantástico. E com a visita d'Ele em resposta à oração, então...

Há em toda a Bíblia indicativos de que também pelos sonhos e visões o Criador das coisas e do homem, fez, faz e fará acontecer eventos para que Seu plano de salvação seja consumado. E isto muito deve te interessar. Não obstante, além dos registros com José 'do Egito' e com o profeta Daniel – ambos interpretadores de sonhos, o exposto em Números 12; 6 (...)E disse: Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, o Senhor, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele; em Mateus, onde desde Maria, que recebeu a visão de um anjo a lhe anunciar que seria ela a bem-aventurada que geraria, por meio do Espírito Santo, o filho de Deus, à José, seu noivo, que ao intentar deixa-la quando soube da situação, mas que por força da visita do Senhor, também em sonho, lhe foi dito que não fizesse àquilo, aonde também em sonho, depois do nascimento de Jesus, lhe foi dito que saísse da cidade pois Herodes intentava matar a criança, e também em sonho ele foi avisado que podia retornar posto que Herodes havia morrido; da mesma forma que também por um sonho os três reis magos foram avisados que mudasse o caminho, pois Jesus corria risco de morte, atente para o fato de que foi exatamente por um sonho que Jesus me visitou para te dizer que agora é você a pessoa que está com a alma em perigo.

Pausa

(...)A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lha anunciarás da minha parte. Ezequiel 33:7.

Anunciar da parte d'Ele, nobre amigo/a, "casa de Israel", é o trabalho que estou fazendo aqui. Então, desperdiçar essa minha tarefa para com sua vida fica por sua conta e risco.

(...)Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel? Ezequiel 33:11.

Mas onde entra o tal do mosquito na minha vida se nem no meu olho posou mosquito algum, pode ser que lhe ocorra a pergunta. E é até razoável, se isso passou por sua cabeça. Mas eu não sei se você leu, e se não leu sugiro que leia, dois textos que publiquei, sob os títulos "O prefeito e o rei" e "O gozo e os vegetais", respectivamente, pois neles está impresso muito disso que Jesus me trouxe a te trazer agora, que será um grande acréscimo à mensagem de hoje. Mas, antes de te responder, eu preciso duma reflexão sua sobre mais essa pausa:

(...)Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas,

Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor.
Jeremias 9:23,24.

Não que eu queira te assombrar com o que eu quero te dizer ainda antes de arrematar com o bendito mosquito. Na verdade o trecho da pausa acima é a base da mensagem. Mas está tão gostoso executar essa tarefa na direção de te advertir do perigo que está correndo sua alma, principalmente em que se trate sua pessoa duma criatura arrogante, prepotente, e que se entende um autossuficiente da vida, aqui lembrando que com todos os seus defeitos - sim, ter esse tipo de pensamento, de sentimento e de atitude é não só defeito mas principalmente pecado, como pensando que seja você um dos que jamais botou uma mão, quanto mais as duas sobre uma Bíblia, e que mesmo com tudo isso sobre seus ombros Ele está de braços abertos esperando de você apenas um sinal, eu decidi dividir contigo um pouco do que já me foi dado. Ainda que você não seja de tudo desconhecedor/a da grandiosidade de tudo, absolutamente tudo, o que está escrito no livro sagrado.

Não obstante, um amigo e irmão em Cristo, morador do Japão, Luiz Shimoyama - aliás um homem, ainda jovem, sobre quem não se é possível medir o tamanho da unção, para esse fim, de abrir o entendimento dos que quiserem aprender sobre como ler as Escrituras, que está sobre ele, de quem Jesus me apareceu em sonho e falou do Seu negócio com aquela alma (o que está no texto "Conhece? Respira fundo e vem...") outro dia me disse: "Irmão Antônio - ele me chama de Antônio -, quando se entende os mistérios escritos na Bíblia, a gente sai do chão!".

Sobre o evento acerca do qual eu quero te acrescentar, principalmente em tendo estado o povo já havia 430 anos servindo de escravo para Faraó (e você pode estar dentro desse contexto, como escravizado pelo pecado sob o controle do inimigo da sua alma, a saber, Satanás, ou o Diabo, como queira, de quem Faraó é figura, mas que é assunto para outro momento, só te adiantando que o povo de Deus vai dar o troco quanto à escravidão - depois dê uma olhada em Isaías 14), há inclusive muitas especulações sobre o porquê de Deus não ter feito "assim ou assado" e acabou logo com a questão, já que é d'Ele todo o poder, isso para o que crê. Onde, em sendo assim, o problema reside num dos maiores entre os erros do homem na direção do Criador, conforme diz também o profeta Isaías (...)Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Isaías 55:8.

Ah, se algum mosquito tiver aporrinhando muito aí, liga o ventilador um pouco, enquanto eu fecho contigo essa questão "que me ocorreu".

Como disse, eu não quero mesmo te assustar, mas vou registar aqui que no livro de Apocalipse, escrito pelo apóstolo João, também lhe mostrado por divina revelação, tal e qual feito tanto com Maria e José, quanto com tantos outros no passado, assim como, salvando a devida proporção, é feito com esse pobre servo que te escreve, o tanto do coração de Deus para contigo que tento tenho tentado te entregar, no capítulo 8, com referência à repetição que haverá daquelas pregas, uma vez que os eventos do Egito foi dado inclusive como profecia para o tempo do fim – que está mais próximo do que longe, há lá escrito não um, mas TRÊS Ais, ai, ai, ai. Ai que, se você se esqueceu, é a principal expressão verbal à reação do corpo quando se sente uma dor. Bom é que você depois vá lá e dê conferida. E a dor, se você não sabia, não é sentida pelo corpo, mas pela alma, conforme me disse o Espírito Santo. E uma forma de você conferir isso também é observar uma autopsia e ver se o defunto reclama que tá doendo.

Agora, para você que contesta a existência desse Deus, se pergunte o porquê de a pessoa ter sido criada com essa característica senão que  para nos dizer que "alguém" terá que um dia dar conta pelo malfeito do corpo, ou então que explique porque não é conforme eu disse que recebi do Espírito, se há escrito (...)Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal, conforme em 2 Coríntios 5;10, e o texto não só diz que se responderá pelo que se fez "por meio" e não que o corpo, que já não existirá, terá que dar conta ele próprio pelo que fez, pondo, onde tiver sido, o pé, a mão, o olho, e uma outra 'cozita' mais, se também tu já viu que, pela ausência da alma ali, de fato o defunto não reclama da faca no bucho.

Em Êxodo, do capítulo 7 ao capítulo 12, é visto escrito acerca dos eventos com que o Criador, e Senhor dos Exércitos, sinalizou que não há outro senão Ele como Deus sobre exércitos e nações, enquanto dava chance de arrependimento àquele povo que, na figura do seu governante, obstinado que era, pagou pra ver ao invés de se arrepender e se render ao verdadeiro poder. Sangue; Rãs; Piolhos; Moscas; Morte dos rebanhos; Feridas; Granizo; Gafanhotos; Trevas; Morte dos primogênitos (e aqui, na morte dos primogênitos, está o mistério que no popular significará "agora já era"), foram as pragas de que experimentou o povo egípcio por escravizar o povo de Deus - e há muito significado em cada um desses eventos que não dá para exprimir aqui, mas saber que a maioria, na verdade 7 delas, e em outra configuração mas muito semelhantes, irão se repetir – o grandioso exército de Faraó sucumbiu ao Senhor de todos os exércitos que há com apenas um sopro da Sua boca, por ocasião da travessia do mar vermelho, e sopro que, no grande dia, voltará a ocorrer agora em escala ainda mais extraordinária: (...)Mas julgará com justiça aos pobres, e repreenderá com eqüidade aos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio, conforme em Isaías 11:4, e me diga se isso não é de fazer perder o sono.

E o que dizer, ainda sobre o final dos tempos, se (...)naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles, conforme em Apocalipse 9:6?

Mas porque terá sido que eu te trouxe para as pragas do Egito e ao conhecimento de que tudo aquilo trata-se também de profecia para o tempo do fim, te provocando, espero, a reflexão inquietante de em que situação estará sua alma quando tudo acontecer senão para que você se veja enfim como um indivíduo de fato sem poder algum frente ao Que te criou, ainda mais quando Ele resolver acabar "a farra" e te cobrar, em te cabendo, por que razão ainda O RESISTE com essa sua empáfia, se nem por um mosquito no teu olho tu consegue manter a paz que você pensa te pertencer, e bem será quando Ele mandar, e Ele vai mandar, sobre os inimigos do Seu filho, não um mosquito, mas bilhões de bilhões deles a atormentá-los? E pensar que para outros tantos não será só isso, mas também àquilo.

Pausa

(...) E esta será a praga com que o Senhor ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca.

Naquele dia também acontecerá que haverá da parte do Senhor uma grande perturbação entre eles; porque cada um pegará na mão do seu próximo, e cada um levantará a mão contra o seu próximo. Zacarias 14:12,13.

"Credo, senhor cronista, que horror, essas palavras..." Pode está se passado também essa pergunta na sua mente. E sim, se assim fosse, eu concordaria mesmo contigo (mas dá uma meditada ainda hoje no evangelho de Lucas e João, por favor, para tu ver a razão). Ocorre, porém, meu caro, minha cara, que, conforme as Escrituras (...)Deus é juiz justo, um Deus que se ira todos os dias. Se o homem não se converter, Deus afiará a sua espada; já tem armado o seu arco, e está aparelhado. E já para ele preparou armas mortais; e porá em ação as suas setas inflamadas contra os perseguidores. (Salmos 7:11-13), e Ele, que "se ira todos os dia" mas, diferente do pai ou da mãe humanos, que não guarda a ira sobre o filho desobediente nem por uma semana sem que ao menos lhe puxe a orelha, guarda essa ira já há quase três mil anos, sem contar os outros três mil das duas outras oportunidades que deu povo: Dilúvio (Gênesis 7) e Destruição de Sodoma e Gomorra (Gênesis 19). Este último evento, aliás, uma figura que, além de se tratar também dum evento profético, aportado nessa nossa exata época, aponta exatamente para e como ocorrerá no tempo do fim. Viu encaixado aí as pragas do Egito? Pois é. Depois dá mesmo um pulinho lá em Apocalipse, nos capítulos 8 e 9.

Aquele mosquito aparentemente insignificante, que em nada se parece com as pragas, sem falar nas catástrofes naturais de que tanto se tem tido amostras mas que se tem preferido enxergá-las como "a mãe natureza" e não como sinais de como será no dia da ira, que de verdade me atormentou o juízo, me foi dado para trazer você à lembrança de que não somos nada frente à Ele e continuamos distraídos desta condição, preferindo muitos em fazer como fez o rei Nabucodonosor que, acreditando no poder da força que pensava ter, tinha como que por diversão afrontar a Deus com sua arrogância e teve sua mente transformada na mente dum animal (confira também no texto "O prefeito e o rei"), o que você pode conferir no capítulo 4 do livro do profeta Daniel, tendo sido àquele monarca levado à viver, por sete anos a fio, a morar na mata, e comendo capim - detalhe, sem adoecer, para aprender que não há rei, (rei, avalie "ôrea seca"), que se meta a besta diante d'Ele que não seja humilhado ao estremo. Onde Ele mostra que não há rei ou trono majestoso algum que para ele não seja como um trono de papel com um boneco de pano sentado nele, sobretudo quando se prefere O recusar a se curvar diante da Sua tamanha majestade.

Bem, diante de todo o exposto, e simploriamente exposto, como Ele próprio o faria, assim como fez quando pregou aos homens quando esteve em carne entre nós, seria desnecessário te refrescar a memória sobre o disparate que é mostrado quando determinado mosquito resolve embater com um homem, e o resultado de encontros assim, quando a parte aparente e absolutamente menor decide carimbar o sujeito com o que costumamos conhecer por dengue, zika e chikungunya, pondo de fora o humilde de coração, que já percebeu e, quem sabe, se rendeu a Ele, saber que você, nem com todo o seu dinheiro e arrogância, ou mesmo sem dinheiro mais abastado de prepotência, não é capaz de neutralizar o incomodo dum mosquito à sua pessoa você já sabe.

Sobre também que quase tudo – digo quase tudo, por que das pragas de lá, digo das de lá, posto que o juízo não se resumirá a isto, apenas sete serão repetidas, o que aconteceu com o povo egípcio vai se repetir e em algum tempo cairá sobre um monte de cabeça, você já é sabedor, mas a notícia paradoxal que dá conta de que a ciência acaba de descobrir que no mesmo mosquito que mata pode está também a cura do câncer de cérebro, até eu, que recebi a encomenda d'Àquele que fez tanto o mosquito quanto você e a ciência, fiquei assombrado!!!

É realmente assombroso como Jesus Cristo se manifesta à Sua criação humana, sobretudo para os que fazem a ciência, sem que, justo a ciência, O perceba tão próximo. Mas Àquele a quem pertence todo o poder e que, talvez também você, tem insistido em desprezar, é assim: com a única intenção de impedir que sua alma se perca, Ele, se utilizando duma macro ou nano forma, Ele, se mostrando presente, tanto nas coisas grandes quanto nas pequenas, não pára de nos mostrar Quem é mesmo que manda.

Agora, para você, amigo/a comum - e também você que, ainda que seja o/a nobre um/a dos/as que, mesmo que se dizendo crente e servo/a d'Ele, é mestre em preferir dizer que as coisas, ainda que manifestas de modo EXTREMAMENTE SOBRENATURAIS, são "apenas coincidências", e considerando que a mensagem, do Espírito d'Ele, o que afirmo com o Céu aberto, e invocando o exposto em Jeremias 23; 24 (depois confere lá), era para que você, em determinadas e variadas situações, comparasse suas forças às forças de nada mais que à força dum 'insignificante' mosquito, querendo te dizer o quanto somos fracos perante à Sua menor manifestação de poder, tente explicar a razão pela qual Ele, depois de o texto quase pronto, em resposta à uma oração que Lhe fiz, antes de reiniciá-lo na direção de concluí-lo, Lhe pedindo uma mensagem nas Escrituras acerca do que eu estava escrevendo, me deu, na batida de mão, dum livro de quatrocentas páginas, E X A T A M E N T E o capítulo 31 do livro do profeta Ezequiel.

Sim, certamente que em se confiando nas forças em nós, que na verdade não existem, e desprezarmos os tantos sinais de que isso é um erro, daremos conta da arrogância com que tanto se insiste em olhar para Cima. Assim diz o Senhor!!!

(...)E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo a sua obra. Apocalipse 20:12.

Agora corre para as Escrituras - ou doutra forma Ele não me mandaria à você - que tua alma pode estar mesmo em perigo...

Shalom.

Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno.

AQUI mais textos do autor.

Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno
Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno

 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br