Galeria de fotos

Não perca!!

Antonio Franco Nogueira

'Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma? Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal.' [Romanos 11:3,4]
'Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma? Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal.' [Romanos 11:3,4]

(...)E disse-me: Filho do homem, estes são os homens que maquinam perversidade, e dão mau conselho nesta cidade.

 

Os quais dizem: Não está próximo o tempo de edificar casas; esta cidade é o caldeirão, e nós a carne.

Portanto, profetiza contra eles; profetiza, ó filho do homem.
Ezequiel 11:2-4.

O homem chegou perto de mim e perguntou: “Você já pregou em presídio?”. E, olhando para ele inicialmente disse que não, mas em seguida ao olhar para a vista que tinha da cidade, a apontando lhe respondi que sim. Sim, eu prego para o povo que está nesse presídio.  A cidade era Simões Filho. E o homem um obreiro da igreja Aba Pai, o irmão Fábio Prado.

Porém, antes de eu te falar sobre a questão ‘presídio’, deixa eu te dizer como fui parar ali e você então saiba o quanto Deus zela por você, me levando lá para que então eu viesse agora aqui te dizer tudo o que aconteceu lá e que muito pode te dizer respeito. Era domingo de manhã, no comecinho do dia, e eu estava ali por causa dum convite que recebi via WhatsApp, que chamava para o evento, pastores, líderes, e “todos os fominhas do reino de Deus”. Quando eu ouvi o áudio, encaminhado a mim pela irmã Isabela, também dessa igreja e uma amiga por quem nutro um grande apreço, disse no meu coração que não, que eu não iria. Afinal, além do fato de que estávamos em Monte Gordo, seria muito cedo e me tirar da cama para a cadeira-de-rodas, e depois da cadeira para o carro, e lá do carro para a cadeira, e depois da cadeira para o carro e em casa mais uma vez do carro para a cadeira, me maltrataria muito. Mas o Espírito Santo bradou dentro de mim, “Por que não?”. E aí não há quem resista.

Mas aí você se pergunta: “Onde que me cabe essa de subir e descer de cadeira-de-rodas, Monte Gordo, Simões Filho, essa tal Isabela e esse tal de Fábio, se eu não tenho nada a ver com esse povo?”. E isso pode estar lhe ocorrendo por causa de muita coisa inclusive dalguma pressa pra ir sei lá aonde e fazer sei lá o quê, mas que por cuidado de Deus com você, lembra?, Ele, enquanto de presenteia com o que verá neste texto, te parou aqui para que você não esteja ali ou acolá, no lugar errado e na hora errada – e você já deve ter ouvido falar sobre essas situações - tinha pensado nisso? Pois é, agora aquieta aí, não se distraia, agradeça, e segue a leitura.

Bem, como eu ia dizendo, não há quem resista à Voz de Deus e saia ileso da “peleja”, apesar de um monte estar fazendo isso e vem pensando que ficará por isso mesmo, mas que eles, no fundo no fundo sabem bem o que os aguardam se continuarem se fazendo de cego e surdo.

(...)E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. 2 a Pedro 2;1.

(...)E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. 2 a Pedro 2;3.

Quando eu estou na casa da minha sogra, um lugar onde descanso um monte e falo muito com Deus, e Ele também comigo, seja no meio da manhã ou da tarde eu não saio de lá até o dia de virmos embora, seja por 2 ou 3 dias, ou mesmo uma semana, mas para que você veja como a coisa foi tão séria, naquele domingo acordei bem cedo, às 6 da manhã – e minha esposa - que passa a semana toda na labuta diária com os afazeres comuns que não são poucos e ainda no cuidado comigo, estava às gargalhadas para não dizer ao contrário. A cara não passava na porta. Mas a ordem do Espírito Santo na noite passada não me deixava abalar. E partimos.

Desde que me rendi ao Chamado de Jesus Cristo, em 11 de abril de 2015, aqui mesmo na mesma mesa em que te escrevo este texto – o que te aponta que, se você ainda não o fez, ou mesmo que já o tendo feito esmoreceu e caiu mas quer voltar à santidade, para ter validado sua decisão você não precisa antes se deslocar até uma igreja, daí mesmo você faz isso que chega no céu, apesar de que o crente não deve viver sem congregar -, que Ele vem a mim em sonhos e visões, para que eu escreva, anote isso, e dito como está o Seu evangelho nas mãos dum monte que mais tem matado que apascentado Suas ovelhas. E digo isso COM O Céu ABERTO E MINHA BÍBLIA AQUI SOBRE A MESA. E desde esses sonhos que venho pedindo a Ele que me apresente o povo d’Ele que o leva a sério e assim o faça também com outros que tem o mesmo desejo. E aqui você, se tiver atento/a, percebe o porquê de o Espírito d’Ele ter me chamado atenção quando ouviu meu pensamento dizer que eu não iria àquele “café” já que sacudira dentro de mim a justa frase do convite aos “fominhas do reino de Deus” onde me ocorreu que além dos anfitriões se comparecesse alguns, fossem fominhas ou não, seriam pessoas buscando a correção ou um avivamento, logo os que buscando levarem Ele a sério, tendo eu ali atendido o meu pedido.

A hora em que o irmão Fábio, que ali foi usado pelo Espirito Santo para me fazer aquela pergunta justo porque no ato da pergunta Jesus me deu o tema desse texto, estávamos em meio ao dito café, sentados à vista da cidade, antes de eu presenciar o que presenciaria no que ia se seguir, mas “algo” já me confirmava que minha ida ali não teria sido em vão. Aliás, eu e o homem que me dera a ‘deixa’ para o texto, fomos os dois primeiros a chegar. Por aqui, se você é dos que não acredita em acasos, por que eles, os acasos, sobretudo entre o povo de Deus, não existem – e pode se tratar você de povo de Deus mesmo que esteja você fora do aprisco aparente; só não perca tempo, logo você vê que houve ali uma engenharia do Céu à seu benefício.

(...)E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
Romanos 8:28,29.

Mas cuidado com o exposto no verso 29, por que essa avaliação quem faz não somos cada um de nós, mas Ele, o Deus de Israel. Posto que o que se vê como bem Ele pode ver como mal (Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam. Isaías 64;6), assim como o que se vê como mal, Ele pode ver como bem (Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Isaías 55;8). Assim, o que temos que fazer é nos jogarmos em Seus pés e deixar que Ele faça o trabalho que quiser fazer em nossas vidas.

(...)E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?

E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.

E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer.
Atos 9:4-6.

Vê? É assim que funciona. O homem a quem você vê ai acima sendo chamado de perseguidor de Jesus trata-se do sujeito que perseguia e mandava matar os cristãos, que era implacável na perseguição ao povo de Deus – e aqui saiba, se isto te cabe, que desdenhar e ridicularizar o crente é o mesmo que PERSEGUIR ao próprio Deus, mas que, tocado pelo Espírito de poder, aquele homem acabou se tornando um dos maiores defensores e pregadores do Evangelho, depois do próprio Jesus Cristo, tendo escrito a maior parte dos registros do Novo Testamento, em termos de cartas, foram 13, no total. Desta forma, cuidado, se você rejeita o povo d’Ele posto que assim você rejeita ao próprio Deus. Deus que EXISTE quer você queira quer não. De novo, se lhe couber.

Dali, todos de bucho cheio, partimos agora para o enchimento com o Espírito. E logo, a mim que estava ali justo por sua causa, como verá adiante, além do que há dito na abertura do texto, vi que as coisas se daria diferente do costumeiro desde há muito nas igrejas: duas pessoas pregavam, pastor Ivan e o pastor Ayres – que são sujeitos doutro estado, e até eu dei duas falas durante a pregação. Senti com aquilo como se eu estivesse vivendo no tempo da igreja primitiva. Aquilo é um indicativo gritante de que o que se falava ali era a verdade – do ponto de vista do AVANÇO DO EVANGELHO DA SÃ DOUTRINA, que doutra forma ninguém ali iria permitir levar um microfone, que eram sem fio, a um sujeito que ninguém ali sabia de onde havia vindo nem o que sairia da minha boca.

A saber, mas ainda assim, prudente, à noite em casa, antes de dormir, se você se lembra que já disse que Jesus fala comigo sobre Seu evangelho, sobre a quantas anda Seu povo, seja os desatentos, seja os des-avivados, sejam das ovelhas brancas, seja sobre os bodes, em sonhos e visões, orei a Ele pedindo que me falasse sobre aquele trabalho, no que Ele me deu que ‘a Bíblia deve sempre ser o meu, e  seu, timão – o nosso leme, me deu um navio que não tem mais tamanho, daqueles poderosíssimos como nunca vi, navegando em alto mar.  E o que Ele me diz disso?

- É uma obra que desbravará os mares, cujo tamanho não será qualquer onda que balançará!

E por que será que Ele, sábio do tanto que é, não me deu um avião gigante, ou um trem gigantesco, já que trem anda na linha, mas deu um navio e daquele TAMANHO, e me diz que, no que não será qualquer onda que balançará, pode haver alguma que a venha balançar? Dê um gloria à Deus aí. - É Porque haverá sim intempéries pelo caminho. Mas daí a afundar, sem chances!!!

Só não se esqueça de que Ele adverte-nos sobre que a Bíblia, as escrituras sagradas, deve toda vida ser nosso orientador.

Havia ali pastores de várias bandeiras de igreja. A pregação corria como um chicote sobre os lombos da necessidade de correção e dum avivamento. Aquilo devia estar soando, levado pelo vento do Espirito, aos sete mares e posado nos corações sedentos por correção do mundo afora. Creio piamente nisto. Poder para isto ter acontecido e estar acontecendo é o que não falta ao Autor da minha e da sua vida - e aqui será a melhor das partes que lhe toca no proposito dessa mensagem. E todos ali atentos ainda que em dado momento um dos pregadores tenha se queixado dum certo “peso”, do que chamou de “céu de bronze”. Mas que, conforme ele, o pastor Ivan, se dissipara com o andamento do culto e ao quase final, todos, dentre os pastores convidados que compareceram, o que, lamentavelmente, não foram o tanto que deveria ter ido, estavam, uns deitados ao pé do altar e outros ajoelhados, chorando e tremendo pela força do Espírito daquele em cuja Presença nenhum homem ou criação terrena ou celestial, resiste sem que se dobre e se dobre, ali por um tempo enorme. Eu não sou pastor – eu falo P A S T O R, e não o pretendo ser, que Deus tenha misericórdia de mim, pelo difícil que é frente a dureza da cerviz do povo e pela responsabilidade com o arraial que esses homens tem, mas se pudesse sair da cadeira naquela hora acho que não teria resistido a também me jogar daquele jeito. Sei lá, vai que eu precise tanto quanto ou até mais que cada um deles enquanto eu pense que não? Pois é.

(...)Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.

Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho;
Atos 20:28,29.

Olhai pois por vós! E é exatamente aqui que você entra.

Claro que, enquanto o que for pastor, que agora lê este texto, deve atentar bem para esse trecho da passagem posto que o que o apostolo Paulo adverte ai é que cabe antes àqueles a quem foi dado tal ministério, estar atento a sua conduta, que deve ser irrepreensível de todos os aspectos antes de repreender aos que a ele foi dado à cuidar, e a que repreenda também, e muito mais ainda, aos que tem adulterado a mensagem, o que tem posto em risco as ovelhas Do que nos adverte neste texto, é a você que cabe a maior responsabilidade sobre sua alma já que, se descuidando cada um disto, o/a amigo/a pode estar sendo levado pela mão para o abismo.

(...)Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando. Mateus 23;13.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. Mateus 23:15. (Entenda como prosélito um novo crente).

Vê? Por isto Josué 1;8 - Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.

Sei que você ainda pode estar se perguntando o porquê de tudo isso, se você, quem sabe, ainda não se viu encaixado/a no a que eu venho a você. Mas eu te avisei para que você não se distraísse, por que o/a nobre esteve envolvido no texto desde o seu nascedouro, seja você pastor, seja ovelha obediente, seja ovelha rebelde, ou ainda um bode travestido. Há mensagem para cada um, seja você o que seja. Mas é a você, ovelha rebelde, que é ovelha e nem sabe que é, que busca razões no erro alheio, seja no do crente comum seja nos dum pastor, acalento para sua alma errante de modo a que justifique sua vida ‘solta', vida de pecado, para estar fora dos pés do Salvador, mesmo que com o vazio das suas manhãs, sem ter se dado conta ainda de que não há liberdade alguma no seu viver, mas uma prisão absoluta nas garras do diabo ainda que suas carnes não tenham sentido suas unhas afiadas, que é dado à anestesia maestra com que ele, satanás, quiçá, te tem aprisionado. Pois que doutra forma o plano dele, que não é entrar sozinho no inferno, sem a sutileza com que trabalha, seria mal sucedido.

Só que, amigo/a, maior que ele é o que não só tem mas que é o próprio Poder. Que tem três terços dos anjos frente a ele que foi jogado pra fora do Céu com apenas um dos quatro terços dos anjos, que se rebelaram contra quem os criou. E aqui, antes de você fazer qualquer questionamento, vare aí sua memória e veja se conhece a história dalguma casa onde um pai de família tem cinco filhos e alguns deles se rebelam contra quem os gerou e criou te lembra alguma coisa tipo “assim na terra como no céu”, e volte ao texto sublimemente, louvando à Deus.

(...)E dir-se-á: Aplanai, aplanai a estrada, preparai o caminho; tirai os tropeços do caminho do meu povo. Isaías 57:14.

Mas antes de concluir eu preciso deixar registrado também o meu louvor a Jeová/DEUS, por outro não menos importante detalhe: Desde minha rendição que ouço – Ele tanto fala quanto mostra - Jesus dizer sobre a doutrina e o sacrifício d’Ele profanado por esse mundo afora, o que tenho dividido com a pessoa mais próxima de mim, minha esposa, assim que acordo e também quando Ele me revela em Suas escrituras, mas que ela, conforme confessou àqueles pregadores ao final da reunião, não cria tanto quanto depois do que viu e ouviu, pelo que entendia que eu deveria ser o “único” com ‘aquelas ideias’, onde o Salvador de todos os que O receberem, sabedor que era disto, criou a situação que a fez agora não apenas uma minha ‘ouvinte’, mas uma importante colaboradora para que eu, no que me cabe, na proporção que me cabe e me tem sido dado a fazer, possa ajudar a aplanar a estrada e tirar o tropeço do caminho do povo d’Ele. Minha pregação: Bíblia e Espírito Santo. 

Não está apenas na Aba Pai, graças a Deus, todos os que tem buscado a justiça, a quem tem sido dado a aplanar a estrada e a tirar o tropeço do caminho do povo de Deus. Há um sem-número de nós por aí afora, mas também há a necessidade de a quem foi entregue essa tarefa, pedir forças Àquele que nos tem enviado, para que apliquemos em nossas vidas o disposto em Mateus 10;28, a saber: (...)E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo. Isto, já que não tem sido por amor a Ele, que seja também pelo disposto em Mateus 7 (...)Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.

A quem possa interessar, a escolher:

(...)Eis aqui estou pronto para pela terceira vez ir ter convosco, e não vos serei pesado, pois que não busco o que é vosso, mas sim a vós: porque não devem os filhos entesourar para os pais, mas os pais para os filhos.

Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.
2 Coríntios 12:14,15.

Ou:

(...)Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. Ezequiel 34; 3.

(...)Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras do campo, porquanto se espalharam.

As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem as buscasse.
Ezequiel 34:5,6.

E fechando a escotilha, já a você, que sem saber está prisioneiro/a do pecado pelos encantos e enganos do mundo, mundo que, conforme as escrituras será queimado como palha, há um convite muito, mas muito especial mesmo. Mas cuja recusa ou recuo a posteriori jamais será sem consequências, conforme pode ver claramente no capítulo 12 do livro de 2ª à Crônicas. A que sugiro depois ir lá e conferir.

(...)Porque o que é chamado pelo Senhor, sendo servo, é liberto do Senhor; e da mesma maneira também o que é chamado sendo livre, servo é de Cristo. 1 Coríntios 7:22.

Mas se...

(...)Porém serão seus servos; para que conheçam a diferença da minha servidão e da servidão dos reinos da terra. 2 Crônicas 12:8.

E aqui, como minha profecia no Senhor a você, neste momento porem não de juízo posto a mim não me caber mas de justiça, se trata-se o/a amigo/a de mais um dos que duvidam da existência e do poder de Deus, e por isso vive “curtindo à vida 'adoidado”, o/a desafio a ir ali num canto, e orar – mesmo que seja sem fé, eu sei, dirigindo a Ele essas palavras: “Senhor Jesus, se tu existe mesmo e tem esse poder todo que esse homem diz que tu tem, eu te desafio a mudar minha vida”. Faz isso. Pra você Ele não existe mesmo. Faz então, só de 'zoeira'. Mas depois me conta.

Agora dá uma passadinha AQUI. É rápido.

Shalom.

Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno.

AQUI mais textos do autor.

Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno
Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno

 
Banner
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br