Galeria de fotos

Não perca!!

Antonio Franco Nogueira

(...)Disse-me, porém, o SENHOR: Ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, não estaria a minha alma com este povo; lança-os de diante da minha face, e saiam. E será que, quando te disserem: Para onde iremos? Dir-lhes-ás: Assim diz o Senhor: Os que para a morte, para a morte, e os que para a espada, para a espada; e os que para a fome, para a fome; e os que para o cativeiro, para o cativeiro. (Jeremias 15:1,2)
(...)Disse-me, porém, o SENHOR: Ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, não estaria a minha alma com este povo; lança-os de diante da minha face, e saiam. E será que, quando te disserem: Para onde iremos? Dir-lhes-ás: Assim diz o Senhor: Os que para a morte, para a morte, e os que para a espada, para a espada; e os que para a fome, para a fome; e os que para o cativeiro, para o cativeiro. (Jeremias 15:1,2)

Você não tem, talvez, nada a ver com o fato de eu ter amanhecido, por quatro dias consecutivos, sentindo àquele vazio, e vazio tamanho que me fez quase entrar num desespero tal, que me tomou por todo o dia naqueles 4, que mais pareceram 400 dias para não dizer 400 anos, por isso você não é obrigado/a a continuar a leitura, mas o que vou dizer nesse texto vai penetrar de tal forma a sua alma que desde já você se vê pregado/a nessa cadeira como se estivesse sido traspassado/a por uma flecha que te cravou aí. Mas se doer não terá sido por causa da flecha.

Isto posto:

Já xingou alguém, ou algo, ou viu alguém xingar usando o termo ‘desgraça’ - desgraçado ou desgraçada? já? Pois é, eu também já, tanto xinguei quanto já fui xingado. Um horror.

Mas, pra variar – se você já me leu deve saber que Ele jamais estará de fora desses textos – vou meter Deus nessa história. Que Ele é a mola mestra de tudo que envolve tudo. Ou melhor, nesse caso, em termos tudo. Afinal, no que tange ao xingamento das coisas e muito menos das pessoas Ele apenas consente e não comanda. E se você não tem uma mínima intimidade com Deus, enquanto toma essa cutucada na alma vai passar a ter. E se já tem vai aumentar a vontade n’Ele. Quer ver ‘ispia’.

Mas, como eu ia te dizendo, nos dias atrás, em que acordei extremamente abatido, não entendi nada sobre o que de fato estava acontecendo, pensado que aquilo, que se referia a que Deus não havia respondido em sonhos por quatro dias consecutivos às orações que havia Lhe feito com perguntas sobre mim e sobre outras pessoas e questões, como Ele sempre fez desde que me converti à Seu filho, Jesus Cristo, em abril do ano passado, só que na verdade - enquanto também era uma manifestação d’Ele sobre um comportamento meu para com uns comandos que Ele havia me dado e eu não lhe obedecido ainda, e ainda assim não deixava de Lhe pedir mais sonhos, entendi aquele Seu silêncio como resposta sim a umas perguntas inquietas que vinha Lhe fazendo sobre a atitude dalguns muitos ‘mestres da lei’, e conduta dalguns crentes comuns também, concernente ao Seu evangelho por esse país afora.

(...)Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Gálatas 5:1.

Ah, já que você veio até aqui, e como tudo isso é por amor a você, acredite, já já vou te botar no bolo. Segura aí.

E para que você entenda melhor, as perguntas eram sobre se Ele, Jesus Cristo, assim como faz comigo, dando os sonhos e visões, dos quais depois me revela os enigmas por onde tem me dando mensagens, para consumo próprio e para avisar a alguém sobre essa ou aquela questão, não os dava também às pessoas que estão bagunçando a Sua doutrina, com ensinamentos adulterinos (enxertados), levando Seu povo ao erro, da mesma forma que se também não dava a crentes distraídos da responsabilidade que carregam sobre os ombros acerca da pessoa d’Ele, com o testemunho de vida devido e não os equivocados como se vê em muitos por aí afora sem que haja o menor esforço nem para disfarçar... E as respostas não vinham até o silencio dos quatro dias que tanto me inquietou. O que era já a minha resposta sem que eu tivesse percebdo.

Mas, antes de eu te falar sobre o porquê do termo ‘desgraça’, e seus derivados, com que te instiguei na abertura e na pergunta que te fiz mais acima, você deve estar lembrado/a que também eu não O estava obedecendo no devido tempo às ordens que venho recebendo, via sonhos e visões, para dar conhecimento a quantos puder, no caso de hoje, quem sabe também a você, sobre Seu evangelho, e ainda Lhe pedia mais sonhos, e que os quatro dias de silencio era também uma resposta a mim por essa desobediência. Pois, no último dia dos quatro, Ele continuou sem responder à minhas perguntas e ainda me deu o seguinte sonho:

- Eis que eu vejo, na altura do meu rosto, uma caixa maior, ela na horizontal, e dentro dela umas caixas menores postas na vertical, tipo pastas AZ, dessas usadas em escritórios. O espaço estava completamente tomado pelas pastas. Ali não cabia mais nada. Então pego uma e dou para um rapaz que está no mesmo ambiente, e nesse momento a caixa, já na mão dele, vira uma cama, de tamanho normal. Apanho outra e a mesma coisa acontece. Então me volto para a caixa grande, que mais parece um vão de estante, e percebo que agora ali cabe mais caixas, ou pastas. E ponto.

A revelação:

A caixa maior sou eu, as caixas menores são os sonhos com mensagens que eu, se é de proceder conforme Ele, Jesus, me tem mandado, vinha as ‘arquivando’. Ou seja, guardando comigo. E as camas em que as caixinhas se transformavam a medida que eu entregava, aponta a que alguns que tem recebido as mensagens que Ele tem me dado para lhes entregar também tem se ‘acomodado’. Ou seja, "deitado em cima".

Então o que Ele me diz, com a suspensão dos sonhos, é algo do tipo: “Como é que me pedes mais, se muito do que Eu tenho te dado você ainda tem guardado contigo?”.

Fique atento, pra você não perder o fio da meada...

Claro que eu te contei sobre esse sonho agora, para que você, se ama – ou apenas prefere temer - a Deus, diferente de "uns e outros", entenda que não deve apanhar nem esta, nem outras mensagens, e deitar em cima ao invés de procurar se corrigir, ou entregar as suas a quem deve ser entregue. Preste atenção.

(...)Visto que odeias a correção, e lanças as minhas palavras para detrás de ti.

Quando vês o ladrão, consentes com ele, e tens a tua parte com adúlteros.

Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano.

Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe.

Estas coisas tens feito, e eu me calei; pensavas que era tal como tu, mas eu te argüirei, e as porei por ordem diante dos teus olhos:
Salmos 50:17-21.

Ele, o Juiz dos juízes, está falando aí acima sobre o dia do julgamento, do juízo final. Mas vamos cá.

Ao acordar aqueles dias, seguidamente sem que houvesse nenhum contato do Senhor comigo, e ainda minha frieza espiritual me atormentando por todo o dia, dia após dia, ao pensar que nada desse mundo, que antes me interessava - o que vai desde as farras às conquistas financeiras como primordiais, não me interessa mais, e que, agora, a Quem eu queria unicamente na minha vida tinha ‘se calado’ para comigo, foi para mim como que o sentido da vida tivesse me abandonado. Foi horrível.  Me senti como se a graça de Deus tivesse sido retirada de mim. E foi. De certo modo foi. Foi assim que me senti. Não que Ele a tivesse tirando-a de mim completamente, mas foi algo como ter tirado do meu coração, ou consciência, e a posto dentro da cartilagem da minha unha, onde eu não a percebesse. Jamais queira sentir essa sensação – se essa graça já o/a alcançou.  Como? Você a tem, e trai, mente, ou rouba, mata (quando deseja a morte de alguém), ou odeia seu irmão, deseja o mal do seu vizinho, e peca como quem bebe água sem se dar conta de que o pecado ofende a santidade de Deus, O ira e dilacera Seu coração? Hã, hã. Posso te garantir que não a tem não. E se teima que tem, agindo assim, reveja urgentemente seus conceitos de ‘pessoa de Deus', como você deve andar fazendo parecer por aí. 

(...)Falou mais Moisés, juntamente com os sacerdotes levitas, a todo o Israel, dizendo: Guarda silêncio e ouve, ó Israel! Hoje vieste a ser povo do Senhor teu Deus.

Portanto obedecerás à voz do Senhor teu Deus, e cumprirás os seus mandamentos e os seus estatutos que hoje te ordeno.
Deuteronômio 27:9,10.

Ah, espera um pouco, deixa eu ir mais devagar: talvez, se for o caso, você retrucou que tem a graça de Deus sobre você por causa da passagem aí à baixo, já que o/a amigo/a fala – se fala - de Jesus às pessoas:

(...)Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.

Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.

Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.

Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. João 15:4-8.

Sei, e realmente faz sentido. O problema, criatura, reside em que, muito mais do que ‘falar d’Ele, quer dizer, falar sobre Ele, ou clamar pelo nome d’Ele quando se está em apuros, os muitos frutos a que Ele se refere na passagem se estende a coisas tipo o sujeito ser honesto/a, verdadeiro, bom-caráter, fiel, humilde, amoroso/a, grato/a, solidário, justo, e similares - e por nossa milagrosa mudança de comportamentos convertermos a muitos, o que são antônimos de desonesto/a, mentiroso/a, traidor/a, arrogante, cruel, ingrato/a, egoísta, injusto/a, e por aí vai. Ou seja, pra falar sobre Ele, tem-se que dar exemplo d’Ele. Tem que se fazer, salvando a devida proporção, como Ele faria se fosse Ele no nosso lugar diante da situação. Sacou? Muito bom.

Mas deixa eu falar da resposta silenciosa que Ele me deu sobre os que imprudentemente vem “acendendo debalde o fogo do altar” d'Ele.

Lembra do tal xingamento a que se procede usando o termo ‘desgraça’, desgraçada ou desgraçado, sem se ter a mínima noção do que significa a dita palavra? Pois é. Pronto/a pra se arrepiar?

(...): “Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te conduz ao arrependimento? Romanos 2:4.

Pronto: o que diz as Escrituras no trecho acima é que a GRAÇA, ali traduzida em Benignidade, uma vez sobre o indivíduo (se ela tiver sobre o indivíduo), forçosamente nos traz a rejeitar, a resistir sobre toda sorte de maldade, de pecado, que se manifestar no nosso coração, que são trazidas pelos nossos olhos e ouvidos. Assim, o que Jesus quis me dizer sobre minha pergunta acerca de todo/a àquele/a que O vem negando através das suas apostasias (declínio da fé), com seus equívocos, me levando a que me sentisse um lixo na terra por aqueles dias, foi que, para com essas pessoas Ele está CALADO. Sem que venha mais lhes revelando - se é que um dia teve revelado a alguns desses - os mistérios das próprias Escrituras. Que é a bússola do cristão. E por isto, sem referência alguma, estes seguem com suas heresias, profanando o Seu evangelho. Enquanto Ele não vem...

(...)Estes, porém, dizem mal do que não sabem; e, naquilo que naturalmente conhecem, como animais irracionais se corrompem.

Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré.

Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas;

Ondas impetuosas do mar, que escumam as suas mesmas abominações; estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas.
Judas 1:10-13.

E essa confusão, se não por se tratar os que a fazem de pessoas reservadas para o juízo conforme a passagem aí acima, vem sendo criada por aqueles que, inadvertidamente, tem crido numa graça incondicional, que salva a todos que, uma vez tendo “levantado a mão” (e não o coração) para Jesus, tem garantido o seu lugar no céu. E tem mesmo. Mas só aqueles que, crente em Cristo, com o coração entregue a Ele, não escandaliza o Seu santo nome, a Sua santidade, por meio do que fazem com seus corpos - incluindo aí olhos e bocas. A saber, com suas atitudes, mas tem sua vida regenerada n’Ele. Ou seja, vida nova, nova conduta, novos pensamentos e novos sentimentos.

(...)Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 2 Coríntios 5:17.

O contrário disso é INFERNO e ponto. Simples assim.

(...)E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.

Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. 1 João 2:3,4.

Sobre você, que nada sente por seu semelhante, nem uma faiscazinha de empatia, ou pelo menos nunca se pegou sentindo mas quer fazer parte dos agraciados pela graça verdadeira, mas não tem força para ouvir o chamado que já acontece desde a cruz, peça a Deus que Ele te dá. Afinal, de nós nada podemos. Não atoa Jesus me fez me sentir como me senti naqueles horrorosos quatro dias. Onde nada para mim tinha graça alguma. Graças a Deus que foi apenas para me dar alguns exemplos, quem sabe, sobre você que, enganando, e sendo enganado mesmo com o livro santo nas mãos, brinca com fogo sem se dar conta do quanto isso pode te doer.

Aliás, já se queimou alguma vez? Já? Doeu muito? Eu sei que doeu! Pois aquilo foi Ele te dando uma noçãozinha de como vai ser depois do juízo final para os condenados, para que você não queira aquilo para sua alma e torne para Ele.

(...)Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.

Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;

Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pedro 3:16-18

Quanto a você outro/a, se tem no seu interior a chama do amor por seu irmão, que tem consciência para com o seu próximo, que tem compaixão para com seu semelhante mas ainda não se decidiu seriamente por tornar-se um dos da trincheira do exército d’Ele, saibas que tú dá um soldado de muito valor. E Jesus te procura, criatura...  Pega tua cruz, com seriedade, e O segue, que a hora é essa. E vai valer a pena. ACREDITE.

(...)Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
João 4:23.

(...)E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12.

Mas não entenda ‘obra’ como caridade, porém como Comportamento, como Regeneração. Como testemunho de vida diante d’Ele e dos homens.

Agora, a quem a tem e por seu exemplo de vida tem certeza de que não vai estar na berlinda dos reprovados, que busque manter-se assim, enquanto de cá eu cuido do tanto que me cabe, lutando contra as vontades da sua carne, carne que tanto quer nos levar à condenação depois de tanta labuta, que doutra forma a coisa se complica.

(...)Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado. 1 Coríntios 9:27.

Bem, enquanto descobrimos juntos que o que Jesus quis nos mostrar com aquele silêncio, a mim como resposta à minhas perguntas sobre "uns e outros", e a você por que Ele sabia que eu viria aqui te contar tudo, você já viu que vim aqui tanto por sua causa, quanto pela turma da apostasia, àqueles que, brincando como brincam com a Graça, surfando na onda da vaidade e da arrogância e, quem sabe, também do comodismo e da ignorância, não só vem trilhando esta o caminho da perdição, mas trazendo muitos outros, se Deus não tiver misericórdia, a também se perderem pelo engano.

Mas, tampando a panela, agora que você sabe que xingar alguém de 'desgraça', 'desgraçado', ou 'desgraçada' - ou levar como muitos tem trazidos um bom tanto a essa condição, significa dizer que o sujeito é um desprovido da Graça de Deus, o que aponta que, sem ela, sem a graça, pessoa alguma terá sua alma livre do calor do inferno, tenha mais cuidado com isso. Para que não aconteça que, por misericórdia de Deus, aquele/a a quem você “desgraçou” não acabe alcançado/a e você, com a amargura e o ódio, entre outros males, a rechear-lhe o coração, deixe de perceber que está você ficando para trás. Assim, ame mais.

Entretanto, porém, todavia...

(...)Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? 1 João 4:20.

E se insistir no contrário disso, tendo em mente o que lhe têem ensinado, ou você entendido por sua conta própria, sobre ser a graça do ''arriba mão - e chuta o balde'' definitivamente bastante, então medite e medite, e medite:

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Efésios 2:8.

Continue meditando:

(...)Vós sois o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, com o que se há de temperar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. Mateus 5:13.

bom assim? Portanto:

(...)Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja corretamente a palavra da verdade. 2 Timóteo 2:15.

Shalom.

Bíblia online.

Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno.

AQUI mais textos do autor.

Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno
Antonio Franco Nogueira - a serviço do Reino eterno

 
Banner
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br