Galeria de fotos

Não perca!!

Antonio Franco Nogueira

(...) Feliz, e eterno, dia dos namorados, minha filha!
(...) Feliz, e eterno, dia dos namorados, minha filha!

O que vou te dizer,
No dia dos namorados,
Se nada do que te verse
Diz tanto quando calado

Calado a te contemplar,
Ao te falar no olhar,
A boca a te beijar,
A mão a lhe tocar

O que vou dizer,
Que possa te interessar
Bobagens apaixonadas
Relatos presos aos ventos
Ou meu amor externar.

Talvez, que é meu tesouro
Meu pingo, pedra de ouro
Mulher que tanto exploro
Por quem, quem sabe até choro

O que vou dizer,
À mulher que tanto venero,
Que a muito tempo espero
Sem mim não dorme nem come
Que faz criança esse homem

Que durma em paz ó querida
Coma também minha vida
Enquanto luto por nós
Ainda que sofra de dor
Esteja eu onde for

O que vou dizer, registrar nesse dia
Que és a minha Maria
Talvez o meu padecer
Que és também meu viver

Será padecer sofrimento
Ou sofrer o padecimento
Que hei de um dia deixar
Enquanto parto do tempo

O que vou dizer,
Que possa me agradar
Que és a minha pequena,
Ou palavra mais amena
Que não vai Acabar

Por que também não gritar
De novo a todo esse povo
Que ama o amor escondido
Do meu amor alarido
Por ti de pé bem batido

Pois digo a ele e ela,
Não fale você no ouvido
Se gosta abra a janela,
Dê berro, também dê sentido
Mas sem a mão no nariz
Faça nu de pudor
Seu par também mais feliz

O que mais dizer,
Senão falar que te amo
Com letra pra lá e pra cá
Dizendo do amor insano
Por quem sou capaz de matar

Mas fecho melhor esse verso
Prefiro a vida à briga
Jamais buscaria intriga
Porquanto nutro no ser
A esperança de um nosso bebê

Feliz, e eterno, dia dos namorados, minha filha!

AMO!

Veja também:

Antonio Franco Nogueira: “Quem diria...”

Eternamente namorados?

 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br